Quarta, 24 Maio 2017 15:24

Matérias edição dia 25-05-17

Por

Asfaltamento da Av. Nonô Centeno deverá reiniciar nesta semana
* A obra de pavimentação da Avenida Nonô Centeno, integra objeto de um item do Contrato de Financiamento - PRÓ-TRANSPORTE. Esta obra foi iniciada pela Empresa CONSTRULIX que, em setembro de 2016, teve seu contrato rescindido. Ainda em 2016 houve uma nova licitação que habilitou a Empresa BRIPAV, a qual firmou com o Município o contrato 001/2017, com o início das obras no dia 06/03/2017, sendo que em 17/04/2017 a empresa paralisou as obras, sem nenhuma comunicação ao Município, alegando falta de pagamento. Considerando que não há até o momento, Boletim de Medição aprovado pelo fiscal do contrato e pela engenharia da Caixa, que possa gerar Nota Fiscal apta a recebimento, sendo assim a alegação da empresa é infundada. Como o transtorno causado aos moradores do local trouxe sérios prejuízos, este fato levou a Administração Municipal, por meio da Central de Compras, a emitir notificação à empresa para imediata retomada das obras, sob pena de aplicabilidade das penalidades contratuais previstas. Diante desta notificação, a Empresa retomou a execução da obra no último dia 22. Caso a empresa não retomasse as obras, seriam tomadas as providências cabíveis.


Saúde Mental: entidades promovem o XIII Mental Tchê neste sábado
* A XIII edição do Mental Tchê acontecerá neste sábado (27), a partir das 9 horas, na sede da AABB, em São Lourenço do Sul. A edição deste ano, com o título “Ouvindo vozes, contando causos, rastilhando cidadania no mar de dentro” é resultado do trabalho de militantes da luta Antimanicomial - entidades, profissionais, trabalhadores e usuários da rede de Saúde Mental- que superaram a falta de patrocínio e apoio dos governos municipal e estadual, garantindo a realização do encontro que tornou-se referência no Brasil e América Latina. São promotores do evento o Fórum Gaúcho de Saúde Mental, o Conselho Regional de Psicologia, o Coletivo Gaúcho de Residentes em Saúde, o grupo Unidos na Luta pelo SUS – FNRS, a Associação Nau da Liberdade, a Associação de Usuários dos Serviços de Saúde Mental de Pelotas, o Intervires- Pesquisa – Intervenção em Políticas Públicas, Saúde Mental e Cuidado em Rede, o Travessias Narrações da Diferença: clínica, pesquisa e intervenção – PPG Psicologia Social e Institucional da UFRGS, com o apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (SindJors) e do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Condim). O evento anual foi criado em 2005 quando o atual deputado estadual Zé Nunes era prefeito de São Lourenço do Sul em comemoração ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial. O objetivo é oportunizar a troca de experiências e promover debates sobre Saúde Mental. Além disso, é um espaço de protagonismo dos usuários, de reflexões sobre as práticas de cuidado em Saúde Mental e de fortalecimento do Movimento da Luta Antimanicomial, reunindo usuários, familiares, estudantes e residentes, profissionais de Saúde Mental, instituições formadoras, movimentos sociais, sindicatos, gestores e simpatizantes, nacionais e internacionais. São Lourenço do Sul consolidou-se como referência em saúde mental. O município foi precursor na criação de serviço para atendimento de pessoas em sofrimento psíquico com a implantação do Centro de Reabilitação Nossa Casa, em 1988, hoje denominado CAPS I Nossa Casa, sendo o segundo serviço desta modalidade no Brasil. A rede de saúde foi ampliada a partir de 2005 e hoje conta com dois Hospitais Gerais, um rural e outro urbano, que possui 30 leitos de Atenção Integral em Saúde Mental, um Centro de Atenção Psicossocial I, um CAPS-álcool e drogas 24h e um CAPS infantil - ambos com atendimento regional-, uma oficina de Geração de Renda, treze Unidades Básicas de Saúde, sendo que doze operam no modelo de Estratégia de Saúde da Família, e uma Unidade de Saúde Central com Atendimento Básico e Especializado. Todas contam com Apoio Matricial em Saúde Mental e duas equipes de Redução de Danos.
Confira a programação do Mental Tchê:
9h - Acolhimento e confecção de faixas e cartazes para o evento. 10h- Espaço de abertura: “Criar sem Temer”. Contribuição de falas das entidades que autogestionaram o mental. 11h às 12h30- Roda de conversa: Um pouco de possível senão eu sufoco! 12h30 às 13h- Apresentação artística. 13h às 14h- Almoço. 14h às 15h30- Roda de conversa – 30 anos de Reforma Psiquiátrica: Não tá morto quem lokeia!! 15h30 às 17h- Apresentações culturais. 17h- Caminhada até a praça.

Quatro assaltos a mão armada apenas na madrugada de sábado
* FATO INUSITADO em São Lourenço do Sul aconteceu na madrugada de sábado (20) quando três elementos, intitulando-se da quadrilha “Bala na Cara” realizaram quatro assaltos a mão armada em diferentes pontos da cidade, roubando vários objetos. A Polícia Civil investiga a autoria, tentando identificar os elementos. Segundo apurou nossa reportagem, em apenas um assalto existe gravações em câmera de monitoramento.
O 1º assalto: ÀS 06:40 h do último dia 20, o Sr. M. F. S., compareceu à DP local, relatando que às 03:30 h trafegava com sete pessoas pela rua Júlio de Castilhos. Quando chegaram próximo à Imobiliária Toni Neutzling, foram atacados por três indivíduos que roubaram três moletons e dois celulares. Relataram que um quarto elemento ficou no esquina cuidando o movimento enquanto os três praticavam o roubo. Os elementos estavam armados com revolver e uma arma longa. O terceiro elemento segurava uma garrafa. O que estava na esquina não conseguiram ver se estava armado. Os elementos chegaram ao local do assalto a pé e a maioria das vítimas (8 pessoas) foram agredidas sofrendo ataque tipo “arrastão”. Não foi possível identificar nenhum dos elementos que os roubaram. Um dos indivíduos era moreno claro, cabelo escuro e curto com altura em torno de 1,70m. Outro era magro, altura em torno de 1,80m, olhos escuros, rosto arredondado, cabelo castanho e topete. Dos outros não sabem informar características. Somente que todos aparentavam ter entre 17 e 22 anos.
O 2º assalto: ÀS 05:55 h do último dia 20 compareceu à DP local o Sr. E. A. U., residente à rua Homero Colvara de Souza, informando que trafegava em via pública (Av. Santos Abreu) com sua namorada após terem deixado um baile. Quando chegaram perto de uma fruteira, foram assaltados por dois indivíduos armados, os quais subtraíram seu celular e sua carteira. Um dos elementos, alemão, magro e alto portava uma arma escura, tipo pistola e efetuou um disparo para o chão. O outro, moreno, magro e baixo portava uma arma maior, que pareceu-lhe ser de cano serrado.
O 3º assalto: ÀS 09:10 h do último dia 20, compareceu à DP local a Sra. L.B.D., informando que às 03:00 h daquele dia seu irmão de 16 anos estava deslocando-se pela rua São José, sentido centro-praia junto com alguns amigos, quando na rua, ao lado de uma casa noturna, foram abordados por três elementos que anunciaram o assalto. Os indivíduos primeiramente passaram e pediram informação. Em seguida, retornaram para efetuar o roubo. Relatou que um dos elementos o segurou pelo pescoço e cabelos. Começou a agredí-lo no rosto (nariz e cabeça) com a arma. Acredita ser um revólver de porte médio. Durante a agressão o indivíduo exigiu o celular. Com as agressões, acabou desmaiando e só voltou a si quando o pai de um de seus amigos chegou ao local. No assalto foram levados apenas um boné pois o pai de um dos amigos chegou ao local (que era em frente à residência do mesmo) e os elementos fugiram. Não souberam informar se os outros indivíduos também estavam armados.
O 4º assalto: ÀS 15:57 h do último dia 20, compareceu à DP local a Sra. C.S.S., acompanhando seu filho de 17 anos, o qual foi vítima de roubo às 04:50 h, na rua Candoca Ferreira, perto do arroio São Lourenço. O mesmo relatou que havia encontrado três amigos em frente à Escola Estrela do Mar. Estes haviam sido assaltados e os acompanhou até o hospital. Quando dirigia-se para sua residência, juntamente com um dos amigos, próximo ao Caps Saci foram abordados por três elementos que anunciaram o assalto. Após serem abordados, sairam correndo em direção à casa do declarante, quando foram alcançados na rua Candoca Ferreira. No local, um dos indivíduos apontou-lhe uma arma enquanto os outros dois o seguravam, roubando seu moleton, tênis, camiseta e celular. Informou que o elemento que lhe apontou a arma era branco e alto com cabelo quase raspado, piercing na sombrancelha e aparelho nos dentes. Os outros dois eram de cor negra e estatura média. Afirmou ainda que dois deles estavam armados e que depois do assalto fugiram em direção ao arroio.


Foragido foi preso em Canguçu
* Na manhã da última terça-feira (23), os agentes da Polícia Civil de Canguçu, coordenados pelo delegado substituto Rafael Vitola Brodbeck, efetuaram a prisão do indivíduo com iniciais A.G.B., 58 anos, no centro do município. O foragido foi conduzido ao Presídio Estadual de Canguçu onde cumprirá pena em regime fechado pela prática dos delitos de Homicídio Qualificado e de Ocultação de Cadáver realizados na localidade Armada – 5º Distrito de Canguçu.


Mental Tchê: comunicado da Prefeitura Municipal
Servimo-nos do presente para cumprimentá-lo e em enviar cópia do decreto nº 4.631 de 19 de maio de 2017 que transfere a realização do 13º Mental Tchê para o mês de maio de 2018. No referido documento expõe-se ainda que o evento seja oficial do Município e realizado anualmente desde 2005, porém a crise financeira que assola nosso Município dificulta a promoção do evento no nível em que era realizado nos últimos anos.
Mais ainda, que no ano de 2016 não foi encaminhado nenhum projeto para captação de recursos a fim de viabilizar a realização do evento em 2017, assim a Municipalidade optou em direcionar os poucos recursos existentes para a compra de medicamentos e outros serviços essenciais para a comunidade. A Prefeitura Municipal, governo “desenvolvimento com transparência”, através deste comunicado esclarece que o evento titulado como XIII MENTAL TCHÊ – “OUVINDO VOZES, CONTANDO CAUSOS, RASTILHANDO CIDADANIA NO MAR DE DENTRO!”, a ser realizado no município de São Lourenço do Sul, no dia 27 de maio de 2017, na Associação Atlética Banco do Brasil – AABB, está sob total responsabilidade e promoção da Coordenação Colegiada do Fórum Gaúcho de Saúde Mental. Portanto, o evento citado não será realizado como evento oficial do município de São Lourenço do Sul, ao contrário das edições anteriores, não havendo por parte da municipalidade qualquer conotação de intervenção na referida programação.
No mesmo sentido desconhece qualquer pedido de autorização e/ou concessão de uso do nome oficial do evento, bem como do logotipo de identificação do evento.


Águas turvas no Arroio São Lourenço
* Em meados do mês de maio ocorreram chuvas torrenciais ultrapassando os 150 mm em apenas uma semana. Por isso se viu águas turvas no arroio São Lourenço o que não está nada relacionado com plantações ribeirinhas, pois esta é uma época totalmente sem operações agrícolas.


Santa Casa: trabalhadores rejeitam proposta de parcelamento feita pela patronal
* NO ÚLTIMO dia 17, o Sindisaúde-RS esteve na Santa Casa de São Lourenço do Sul para apresentar aos trabalhadores demitidos do hospital, a proposta realizada pela patronal ao sindicato. Em abril, a administração da casa realizou uma demissão em massa para reduzir o quadro funcional. Mais de 20 trabalhadores foram demitidos e estão sem receber o FGTS e o seguro desemprego. A proposta prevê o pagamento das verbas rescisórias em 18 vezes, pagamento da multa em 24 vezes e pagamento do FGTS em 36 vezes. Desde o princípio, o sindicato demonstrou-se contrário a este absurdo. Assim como os trabalhadores, que a consideraram "inaceitável e vergonhosa". O diretor jurídico, Luciano Soares, e o diretor de Assuntos do Interior, Julio Duarte, estiveram na reunião acompanhados pelo advogado Silvio Boff, da assessoria jurídica Paese & Ferreira. "Isso é uma proposta de parcelamento de direitos, um total desrespeito com qualquer trabalhador", afirmou Silvio. Ficou definido pelos trabalhadores que o sindicato entrará com uma ação coletiva para a liberação do Fundo de Garantia e o Seguro Desemprego. A assessoria jurídica também fará denúncia junto ao Ministério Público do Trabalho para investigação do que vem ocorrendo na Santa Casa da cidade, já que os trabalhadores que continuam empregados também estão sem receber. Após a reunião, os diretores e o advogado esclareceram dúvidas individuais e se colocaram à disposição para futuras questões. Os funcionários demitidos que se interessarem em participar da ação coletiva, podem entrar em contato com o Sindisaúde-RS pelo 3378-6601. (Assessoria de Imprensa do Sindisaude)


1ª etapa da Copa Nobre Bicicletas de Ciclismo
São Lourenço do Sul sediou no último domingo, dia 21, a primeira etapa da Copa Nobre Bicicletas de Ciclismo 2017, com apoio da União Lourenciana de Ciclistas e da Prefeitura. A prova aconteceu no perímetro urbano, na Av. Cel. Nonô Centeno, principal acesso à cidade. Confira os classificados em primeiros lugar na primeira etapa em cada categoria*: Elite – Marcos Elias; Estreante – Carlos Alberto de Ávila Jr; Feminino Open – Bruna Elias; Sub 30 – Erik Dolores Guguero; Master A – Danilo Elias; Master B – Celso Santos; Master C – Paulo Goulart; Veteranos – Volmar Geraldo da Silva Nunes; Kids Menor – Julio Cesar; MTB Open – Laércio Peglow; MTB Master – José Carlos Debus.
*Classificaram-se os cinco primeiros colocados de cada categoria.


Situações tendem ao descaso e à perpetuação!
* Assim como a cidade e principalmente a praia, não podem torna-se depósito de lixo, de fezes de animais, e focos de matos espinhosos. Tampouco é aceitável que em pleno ano de 2017 tenhamos que assistir pateticamente o desfile permanente de numerosos cavalos famintos, com cordas de arrasto, em meio ao trânsito, com alto risco de acidente sério, entre tantos outros. Esperamos ações imediatas, de quem cabe à competência, sem mais delongas: recolham os cavalos, prendam os animais, e multem os donos, que logo, logo aparecerão! foto 5 cavalos em plena rua pública. Clovis Simões Lopes São Lourenço do Sul, 18 de maio de 2017.


Preparativos para a Expofeira
No último dia 16, lideranças lourencianas estiveram reunidas na sede do Sindicato Rural para somar forças e planejar ações visando a realização de mais uma Expofeira. Esta edição conta novamente com o apoio da Associação Comercial e Industrial (ACI), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) e Prefeitura Municipal.


Governo adia edição da MP do Funrural a pedido de ruralistas
* A pedido da bancada ruralista no Congresso Nacional, o governo adiou a publicação da medida provisória (MP) que trata da revisão da alíquota e do pagamento das dívidas do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). A publicação da proposta no Diário Oficial da União (DOU) era esperada para ontem, mas agora deve ficar para os “próximos dias”. A previsão é de que alíquota do fundo seja reduzida para 1,5%. Os que possuem dívidas continuarão pagando 2,3% ate abaterem o passivo. Alem disso, a MP deve prever desconto de 100% nos juros e de 25% nas multas e encargos. A MP do Funrural faz parte a ofensiva que o governo vinha fazendo em busca de votos a favor da reforma da Previdência.


Caso de raiva bovina é confirmado em São Lourenço do Sul
* NO ÚLTIMO dia 17, foi confirmado um bovino positivo para raiva no município. O diagnóstico com o resultado foi emitido pelo IPVDF (Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor), localizado em Eldorado do Sul, local onde a amostra foi analisada. ENTENDA O CASO - A Inspetoria de São Lourenço Do Sul, após ser notificada no último dia 10, pelo produtor, dos sintomas e a suspeita de caso de raiva, passou a fazer o monitoramento do caso. Após o óbito do animal, no último dia 11, sendo este uma fêmea bovina com um ano de idade, de propriedade do Sr. C.P., na localidade de Socorro, procedeu-se a coleta do encéfalo do animal para análise laboratorial. Participaram da coleta a Fiscal Estadual Agropecuária e chefe da unidade local Debora Ponsati, juntamente com o Técnico Agrícola Paulo e a Estagiária Jaine. Segundo informações do produtor, ele não vinha praticando a vacinação de seu rebanho contra a Raiva anualmente. A Secretaria Municipal de Saúde também participou dando agilidade no encaminhamento da amostra para o laboratório, e disponibilizará a vacinação das pessoas da propriedade que se envolveram no manuseio do animal após o surgimento dos sintomas. Outras suspeitas já vinham sendo monitoradas e os materiais vinham sendo coletados, porém após serem analisados em laboratório os diagnósticos não foram positivos.
SINTOMAS - Os principais sintomas são o aparecimento repentino de uma agressividade no animal, salivação excessiva e paralisia.
TRANSMISSOR - Morcego e contato com a saliva do animal afetado.
ESPÉCIES MAIS SUSCEPTÍVEIS - Bovinos, Suínos, Equinos, Cães, Gatos e o Ser Humano.
VÍRUS - Rabdoviridae. PREVENÇÃO - Vacinação. ÓRGÃO AFETADO - Sistema Nervoso Central. CONSEQUÊNCIAS - Morte.
Pede-se para que TODOS os produtores realizem a vacinação contra a Raiva em seus animais. A vacina está disponível nas Casas Agroveterinárias sendo extremamente barata. Você pode entrar em contato com a Inspetoria através do telefone (53) 3251-1332 ou diretamente na Rua Mariz e Barros, 1893. (Divulgação)


Movimento Gaúcho de Defesa Animal reafirma seu apoio à ALPA
* Integrantes da Associação Lourenciana de Proteção Animal (ALPA), entre eles a presidente da entidade Beth Duarte, o assessor jurídico Adelar Rozin, e as voluntárias Taila Duarte e Fabiane Duarte, estiveram reunidos com a presidente do Movimento Gaúcho de Defesa Animal (MGDA), Maria Luiza Nunes e Sandra Royo no último sábado (20) no Restaurante Tropicáli’s. Na oportunidade, foram debatidas ações em prol da ALPA. Mais uma vez, o MGDA demonstrou seu total apoio à ALPA, destacando o importante e dedicado trabalho de seus voluntários em São Lourenço do Sul.


Brechó Bom pra Cachorro
* A Associação Lourenciana de Proteção Animal (ALPA) está recebendo doações de roupas, calçados e acessórios para a primeira edição do Brechó Bom pra Cachorro. As doações podem ser entregues em quatro pontos de coleta: FURG – Campus São Lourenço do Sul, Mercado Hawaí, Ortopedia Thurow e Laura Tatoo Studio. O evento será realizado no sábado, 03 de junho, a partir das 14h, na Clínica Veterinária da ALPA, na ERS 265. Diversas atrações estão previstas para a tarde: a entrega da premiação da campanha “Mãe de cachorro também é mãe”, mateada com Erva Mate KiMate, oficina de artesanato, Expressinho Móvel, Laura Tattoo Studio, Trilheiros Fuça Mato e shows artísticos e culturais. Patrocinadores: Loja Maria Bonita, Loja Adore, Loja Gordos e Magros, Loja Cazual, Agropecuária Querência, Loja Espaço Raro, Aline Cunha Fotografia e Marketing, Coach Pub, Farmácia Vida e Saúde, Veterinária Lagoa, Jurema Kreps, Veterinária Mundo Animal, Aline Seefeldt, Ecoville, Mercado Hawai, Loja Energia Alternativa, Clip Risque e Rabisque, Família Klasen, Aromas e Flores, Radialista Paulinho Pereira. Apoio: Jornal O LOURENCIANO.


Lançamento da pedra fundamental das instalações do novo Salão Multiuso da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana aconteceu no último sábado

O último domingo (21) foi festivo para a Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de São Lourenço do Sul. Na data, foi celebrado o lançamento da pedra fundamental das instalações do novo Salão Multiuso. O dia foi marcado pelas comemorações, que contaram com a presença do prefeito Rudinei Härter, secretários municipais, vereadores e deputados, entre outras autoridades, e um grande número de membros da comunidade.
Pela manhã, foi realizado o culto, o lançamento da pedra fundamental e o descerramento de uma placa alusiva ao evento. Em seguida, foi servido um variado almoço e café da tarde. Atividades culturais também integraram a programação, que se estendeu durante a tarde.
O presidente da comunidade, Antônio Norberto da Silva Cardoso agradeceu pelo apoio dos membros da comunidade que participaram da festa. Com as obras em andamento desde agosto de 2016, o novo espaço está sendo construído com donativos dos membros da comunidade.


V Seminário Qualidade e Compromisso com a Educação de São Lourenço do Sul e Região
* Na última quarta-feira (17) na sede do Sindicato Rural, aconteceu a Reunião com os Gestores da Rede Municipal de Ensino, quando foram tratados assuntos diversos, sendo um deles a organização do V Seminário Qualidade e Compromisso com a Educação de São Lourenço do Sul e Região “Vivências e Experiências Pedagógicas”, no qual existe a parceria entre a SMECD e os Gestores. O Seminário está em sua 5ª edição e será realizado no término do segundo semestre letivo municipal, evento este integrando o Calendário Letivo, não havendo prejuízo dos dias letivos. A qualidade do evento é reconhecida, valorizando as escolas e instituições das redes estadual, privada e de outros municípios da região. O Seminário neste ano vem com moldes diferentes, tendo como objetivo propiciar momentos de troca de experiências, abrindo espaços para discussões e oficinas, fomentando a pesquisa docente, qualificando o quadro de professores e respectivamente os processos de ensino e aprendizagem. Mais informações serão divulgadas no decorrer das reuniões.


1ª Conferência Municipal de Saúde das Mulheres e 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde resultaram em propostas positivas à saúde
* A 1ª Conferência Municipal de Saúde das Mulheres com o tema "Saúde das Mulheres: Desafios para a Integralidade com Equidade" e a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde, com o tema "Vigilância em Saúde: Direito, conquistas e defesa de um SUS público de qualidade" aconteceram no sábado (20) no Auditório da Escola Municipal Marina Vargas. Durante a mesa oficial de abertura, a secretária de saúde Arita Bergmann ressaltou que a conferência irá deliberar por proposições que darão um rumo tanto na política na saúde da mulher quanto da vigilância, para que a gestão municipal possa continuar fazendo um trabalho de qualidade e acesso a todos, fazendo com que a Pérola da Lagoa seja ainda mais feliz. O prefeito Rudinei Härter salientou que as idéias e discussões que saírem da conferencia irão acrescentar e colaborar nos projetos que já estão sendo desenvolvidos para secretaria e em outros muitos que estão por vir. Para dar inicio à apresentação do Tema da 1ª Conferência Municipal de Saúde das Mulheres, a prefeita de Cristal, Fábia Richter, realizou a fala de abertura. Fábia é enfermeira, especialista em saúde coletiva, especialista em saúde da família, especialista em gestão pública e gestão hospital e outros serviços da saúde, possui MBA em gestão de pessoas e é mestranda em recursos humanos e gestão do conhecimento. Em uma de suas explanações, Fábia ressaltou que: “Promover saúde é cuidar de todos os processos que levam ao seu adoecimento”. A apresentação do tema da 1ª Conferência Municipal de Vigilância em saúde foi realizada pela enfermeira Marcinia Bueno, especialista em saúde- vigilância epidemiológica. Posteriormente, foi realizada a leitura do regimento interno das conferências e separados os grupos de trabalho com eixos temáticos para o debate na plenária. No inicio da tarde o grupo teatral “Vivências” de Gravataí apresentou o espetáculo “Roda, Maria”, onde as mulheres participantes deram um show de qualidade de vida e emocionando a platéia com os temas abordados referentes à mulher. Durante a Plenária Final foram debatidas as sugestões municipais, estaduais e federais apresentadas pelos grupos no âmbito da saúde. As propostas tiveram um respaldo muito bom, abordando temas de interesse público, agregando qualidade nos encaminhamentos da Conferência. Ao final do evento, foi realizada a eleição da delegação para participar da Conferencia Estadual de Saúde das Mulheres e da Conferencia Estadual de Vigilância em Saúde.

Prefeito Rudinei participou da marcha dos prefeitos em Brasília
* O prefeito Rudinei Härter participou, na última semana, da XX Marcha dos Prefeitos a Brasília, em defesa dos municípios. O evento, que terminou na última quinta-feira (18), teve na programação palestras e debates sobre temas de interesse das administrações municipais, com a participação de autoridades dos Três Poderes e de prefeitos de todo país. Entre os temas discutidos durante os painéis e rodas de debates estão, além da reforma da Previdência, a trabalhista e a tributária, crescimento da economia, FPM, entre outros. A Marcha é promovida pela Confederação Nacional dos Municípios - CNM e reuniu mais de 5.000 prefeitos. Como ocorre todos os anos, os prefeitos levaram pedidos aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. O prefeito Rudinei Harter aproveitou a ida a Brasília para discutir em Ministérios e no Congresso Nacional, assuntos de interesse do município. Também participou, como vice-presidente da AMPROTABACO no RS, de uma audiência com o Ministro da Justiça, Osmar Serraglio, tratando sobre o contrabando de cigarros e o prejuízo destes na arrecadação. Atualmente, de cada três cigarros consumidos no País, um é contrabandeado. Para colocar fim a esta realidade, Rudinei, junto com os prefeitos dos municípios produtores de tabaco do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e Bahia, além de líderes de entidades como o Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), a Associação Brasileira da Indústria do Fumo (Abifumo) e deputados participaram de audiências naquela semana em Brasília. Liderada pela AmproTabaco e pela senadora Ana Amélia Lemos, a mobilização busca por medidas mais enérgicas por parte do governo federal. *Com informações de Reuters e Agência Brasil.


São Lourenço do Sul participará do Dia do Desafio
* O Coordenador de Desporto, Felipe Lobato e o Secretário Adjunto de Gabinete, Renan Hartwig, estiveram representando São Lourenço do Sul no lançamento regional do Dia do Desafio 2017 em Pelotas na última terça-feira (16). Segundo o Sistema Fecomércio RS/SESC, o Dia do Desafio é realizado sempre na última quarta-feira do mês de maio. Neste ano, a data será dia 31 de maio. A data propõe que as pessoas interrompam suas atividades rotineiras e pratiquem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, qualquer tipo de atividade física. A ação acontece em forma de competição saudável entre duas cidades. O município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence o confronto saudável. O município adversário de São Lourenço será Santiago, da Guatemala.


Um quarto de século COOPAR! 25 anos fortalecendo a AGRICULTURA FAMILIAR
A COOPAR está madura, alicerçada na união de esforços dos produtores que acreditaram no modelo de fortalecimento e potencialização da AGRICULTURA FAMILIAR! Uma grande família que deposita esforços diariamente para aumentar a competitividade da atividade primária, fomentando a economia do campo, com a diversificação de culturas, criando alternativas de emprego e renda para os agricultores e suas famílias.
Hoje a COOPAR ocupa um lugar de destaque na região sul do estado, fruto do trabalho, dedicação e resultados alcançados. Mesmo diante de um momento de incertezas na economia e mercado, segue firme com suas diretrizes e bases, fortalecendo o negócio, com estimativas muito positivas alicerçadas no incremento robusto do quadro social, comprometimento dos conselheiros e funcionários. Com resultados operacionais muito satisfatórios. São dedicados em empreender esforços como forma de garantir a estabilidade do modelo Cooperativista. As tomadas de decisões são muito bem analisadas e estudadas, como forma de gerar os melhores resultados. Uma Gestão comprometida com o melhor para a maioria, sempre com a humildade de estar se aprimorando e procurando os melhores caminhos. O compromisso segue e cada vez torna-se maior. Ao completar um quarto de século e com a maturidade alcançada, pensa muito bem o futuro, pois as escolhas de hoje, serão o resultado do amanhã.
Mesmo diante de um momento de instabilidade na economia, hora é de comemorar
Com os negócios em alta, COOPAR celebra a CONSOLIDAÇÃO!
A crise, que gera desemprego e retrai investimentos em diferentes setores da economia brasileira, não tem provocado efeitos sobre a Cooperativa Mista dos Pequenos Agricultores da Região Sul. Um otimismo que também se reflete no último balanço financeiro: Com faturamento em 2016 na casa dos R$ 100 milhões. Um salto de 25%, em comparação ao exercício anterior.
A captação de leite - foi a maior já registrada em 24 anos de história. O volume diário beirou os 150 mil litros. “O leite, com o qual começamos a trabalhar em 2001, transformou-se em uma possibilidade de diversificação aos nossos produtores sendo hoje o nosso carro-chefe”, resumiu o Gerente-Geral, Amilton Strelow. E aproveitou para destacar o suporte oferecido aos agricultores, não apenas aos que abastecem a indústria de laticínios, mas também aos que se dedicam à produção de grãos. Como soja, milho e feijão.
Área de abrangência: São Lourenço do Sul, Pelotas, Rio Grande, Turuçu, Canguçu, Arroio do Padre, Cristal, Camaquã, Amaral Ferrador, Dom Feliciano e Chuvisca.
Suporte ao associado
- Sanidade melhor e preço: o produtor que obtém os laudos de sanidade animal, livre da brucelose e da tuberculose, recebe incremento no valor pago pelo litro. É um acréscimo que, ao longo do ano, com o volume de litros comercializados, ajuda a suprir investimentos com os cuidados do próprio rebanho.
- Melhoramento genético: a Coopar também aposta no melhoramento genético. Os produtores recebem sêmen como bonificação para inseminação dos animais. A média de produção também é avaliada na hora de decidir o investimento.
- Duas unidades para secagem e armazenagem de grãos: a estrutura ajuda na negociação de preços melhores, já que com a possibilidade de estocar a produção, os agricultores podem aguardar o melhor momento para vender os grãos, em geral soja, milho e feijão preto. Não raro, os compradores são os próprios associados, principalmente com relação ao milho, utilizado na alimentação dos animais. Cada uma das unidades possui capacidade para nove mil toneladas.
- Posto de combustíveis: duas unidades instaladas no interior, nas localidades de Boa Vista, próximo à indústria matriz e na Picada Boa Esperança, trazem benefícios aos associados. Principalmente no quesito logística, já que nas proximidades não existem outros postos. Os preços não são diferenciados aos associados, mas costumam ser competitivos à clientela em geral.
- Orientação técnica: o repasse de fertilizantes e de sementes para o plantio de pastagens também faz parte do suporte disponibilizado pela Coopar. Além, claro, de assistência de médico veterinário.
-Braços para além da região: Taquara: os leites UHT integral e desnatado são industrializados em Taquara, na Região Metropolitana de Porto Alegre, e voltam para comercialização na Zona Sul. A matéria-prima, entretanto, é da região. Teutônia: o soro é vendido para a cidade de Teutônia, na região Central do Estado. Com uma única cartada, a Cooperativa coloca valor comercial no resíduo e ainda evita de ter de investir em um sistema para destinação correta do material, conforme a legislação ambiental - explica o gerente de Laticínios, Fábio Bender. Em Teutônia, o soro transforma-se em composição láctea e ainda ganha a versão em pó.
O início
A Coopar abriu as portas em 30 de maio de 1992, fruto da iniciativa de 40 agricultores. Na época eram os negócios com batata inglesa que motivavam o grupo, mas, com o produto altamente perecível e o mercado restrito, era preciso ampliar as alternativas. Milho, feijão e soja, por exemplo, entraram para a lista de possibilidades a comercializar. Já o leite, que atualmente equivale a 50% do faturamento, passou a ser captado em 2001 e, rapidamente, transformou-se em matéria-prima a uma lista que hoje chega a nove produtos da linha Pomerano Alimentos. Principal Ativo da COOPAR é seu Associado
Agricultura Familiar se fortalece com a diversidade de culturas incentivadas pela COOPERATIVA
Hoje são mais de quatro mil famílias vinculadas à Coopar. Aproximadamente 1.200 ingressaram de 2015 para cá. A expectativa é de que o quadro continue a deslanchar, visto a consolidação do fortalecimento da Agricultura Familiar. A cooperativa atende praticamente toda a cadeia produtiva dos associados com inúmeros benefícios, desde a compra de insumos até a produção final.
José Eupídio Nunes, com mais de dez anos de associação,é um caso típico de sucesso em sua trajetória junto à COOPAR, “Esta variação de cultura, tornou-se aos produtores uma porta para a diversificação”, avalia. Em 2005, ao ingressar para a Coopar, o lourenciano José Eupídio Nunes, entregava uma média de 25 litros de leite por dia. Hoje, com um total de 40 animais possui entre 26 e 28 na ordenha. A produção oscila entre 350 e 400 litros diários. É uma aposta que deu resultado: “Passamos a contar com um dinheiro certo todos os meses. Com certeza, foi um suporte que fez toda a diferença”. A família já não depende unicamente da safra do fumo.
E para quebrar a rotina com o leite, os filhos Miuriel, 25, e Igor, 22, assumem a ordenha e o trato do rebanho um fim de semana sim, outro não, para garantir o descanso dos pais, que não disfarçam o orgulho de ver Miuriel recentemente formada em Direito e Igor envolvido nos estudos de Gestão Ambiental. Conquistas que têm, sim, a marca do campo. E do cooperativismo. “Sinto como se fôssemos uma grande família. Não temos sobrenome. Estamos todos crescendo juntos”, reforça, ao se referir à ligação de dez anos com a Coopar. DIREÇÃO COOPAR

 

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click