Segunda, 16 Dezembro 2019 13:44

A situação dos Convênios entre Prefeitura e Santa Casa

Por

 

 A Santa Casa de Misericórdia de São Lourenço do Sul participou da Sessão da Câmara de 25/11/2019 onde foram esclarecidos as duvidas referentes aos convênios com a Prefeitura Municipal de São Lourenço do Sul, na oportunidade também foram respondidos os questionamentos dos Vereadores. No dia 29 de novembro de 2019 a Santa Casa de Misericórdia divulgou na sua página no facebook uma Nota de Esclarecimento a comunidade Lourenciana sobre os Convênios Prefeitura X Santa Casa. “Comunicamos que nesta data 29/11/2019 a Santa Casa de Misericórdia de São Lourenço do Sul protocolou junto a Prefeitura Municipal deste Município, ofício contendo as razões pela qual os Convênios de nº 01/2019 e nº 02/2019 não serão renovados para o próximo ano, conforme segue abaixo:

Vimos pelo presente NOTIFICAR V.Exa. com base nos seguintes termos abaixo, relativo ao Convênio nº 01/2019 (Prestação de Serviços de Atenção Básica e Convênio nº 02/2019 (Compra de serviços na área de saúde mental). Em relação ao convênio nº 3 (Serviços de Atendimento de Urgência e Emergência 24 horas), a Santa Casa manifesta o interesse na Prorrogação do Referido Convênio.

No dia 29 de Novembro, o prefeito também se manifestou através de sua página oficial, com o seu pronunciamento em vídeo também disponibilizado na página da prefeitura no facebook. “Pronunciamento oficial do Exmo. Sr. Prefeito de São Lourenço do Sul, Rudinei Härter, sobre possível encerramento de serviços prestados pela Santa Casa de Misericórdia. A Prefeitura de São Lourenço do Sul informa à população de que, até o momento, não recebeu qualquer tipo de notificação sobre o encerramento de convênios com a Santa Casa de Misericórdia de São Lourenço do Sul. Porém, caso haja o rompimento, não ocorrerá descontinuidade dos serviços, que irão continuar sendo prestados por outras instituições de saúde”.

Segundo nota divulgada pelo Departamento da Prefeitura municipal em 02 de dezembro de 2019, o prefeito de São Lourenço do Sul, Rudinei Härter, recebeu em seu gabinete, representantes das entidades que fazem parte da Santa Casa de Misericórdia de São Lourenço do Sul, o presidente da Câmara de Vereadores, Luis Clairton Behling Weber e os vereadores Adrean Peglow e Jonatã Härter. Estiveram presentes também a secretária de Saúde Jaqueline Bergmann, a adjunta da pasta Adriane Martins, o procurador-geral do Município Henrique Crespo e os procuradores do Município Júlio Cardoso e Fernando Siqueira e o secretário especial de Gabinete Eduardo da Silveira.

O objetivo da reunião foi questionar as entidades participantes se as mesmas eram cientes e se foram consultadas sobre a decisão de encerrar os convênios que são mantidos entre a Santa Casa de Misericórdia e o Município de São Lourenço do Sul. Durante a reunião, o prefeito ainda questionou as instituições se as mesmas tinham conhecimento do fato de que o contrato firmado através de convênio com a Santa Casa de Misericórdia prevê o atendimento de oito horas, porém com o aviso prévio os funcionários trabalhariam apenas seis horas, e quais seriam as providências a serem tomadas pela Santa Casa para cumprimento do convênio firmado até o final de 2019.

A prioridade da Prefeitura de São Lourenço do Sul é manter o atendimento em saúde aos munícipes. Houve tentativas de contato com a diretoria, administração e consultor da Santa Casa por parte do Município. Em contato com o presidente da instituição na última sexta-feira (29), o mesmo reiterou a vontade da instituição descontinuar os convênios 001/2019 e 002/2019, permanecendo o convênio 003/2019, que garante o pronto atendimento 24 horas, o conhecido “Plantão da Santa Casa”. Um dos membros da diretoria da Santa Casa, presente na reunião, levantou a possibilidade da instituição reverter a sua decisão e continuar a prestação de serviços através dos convênios.

A Prefeitura de São Lourenço do Sul destaca que a comunidade não ficará desassistida. O objetivo de manter os convênios com a instituição Santa Casa de Misericórdia é de não onerar a mesma com as consequências do término dos convênios. Caso a instituição decida pela não-continuidade do convênio os serviços continuarão a ser prestados nas Unidades Básicas de Saúde (Postos de Saúde) normalmente através de outra instituição de saúde filantrópica.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click