Redação

 

Boletim Informativo 05.06.2020

Dois testes rápidos realizados em laboratório particular apresentaram resultados positivos. Ambos estão bem e já cumpriram isolamento, não apresentando mais sintomas.

Resumo:

Casos Confirmados: 08

Casos suspeitos em Isolamento Domiciliar acompanhado pela SMS: 23

Suspeitos aguardando resultado de testagem: 09

Recuperados: 08

Testes laboratoriais e rápidos realizados: 141

As equipes da Secretaria de Desenvolvimento Rural trabalham nesta semana na recuperação de estradas da zona rural. Nos últimos dias, as equipes concentraram os trabalhos nas localidades de Bom Jesus, Santa Isabel, Santa Inês e Taquaral, que receberam cascalhamento e patrolamento.

Na quinta-feira (04), o prefeito Rudinei Härter esteve na localidade de Taquaral acompanhando o trabalho que seguirá até que todos os trechos recebam a manutenção para melhoria da trafegabilidade.

Bebedouros

Atualmente, as equipes da Secretaria de Desenvolvimento Rural trabalham também na abertura de bebedouros, atendendo, no momento, propriedades nas localidades de Faxinal, Pinheirinhos, Fortaleza e Sesmaria.

Fonte: DECOM

O prefeito Rudinei Härter visitou nesta sexta-feira (05) o canteiro das obras para levar água tratada a localidade do Coqueiro. No momento, a equipe da Construtora Sintra, contratada pela Corsan, trabalha nas tampas de concreto que serão instaladas em 24 pontos de inserções da tubulação.

Encarregado da obra, Cláudio Nunes explica que 99% de tubulações já foram concluídos em sete meses de trabalho. Serão quase 14 km de tubulações instaladas desde o reservatório do bairro Santa Terezinha até o Coqueiro e mais de 2km para a distribuição na vila. A equipe já se prepara para trabalhar na elevatória a caixa d’água, com previsão de conclusão da obra antes do prazo de dois anos.

A rede beneficiará também a área do Distrito Industrial. O investimento total é de R$3.831.935,63, beneficiando mais de 800 pessoas que vivem no Coqueiro e as tantas que são atendidas pelos estabelecimentos da localidade diariamente.

Fonte: DECOM

A Azonasul divulgou no final da tarde desta quinta-feira, 4 junho, 0 boletim do Coronavírus da região sul. A região sul ultrapassa os 200 casos confirmados de pacientes infectados com a COVD-19.

São ao total 206 casos confirmados e 132 já recuperados. Ainda existem 60 suspeitos em análise na região e apenas um óbito registrado em Rio Grande. São Lourenço têm seis casos confirmados e já recuperados com 8 suspeitos em análise.

Confira a tabela completa em anexo:

LINHAS DE CRÉDITO E AÇÕES PARA RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS FORAM TEMAS DE LIVE DA ACI/CDL, EM PARCERIA COM O SEBRAE-RS

 

A Associação Comercial e Industrial e Câmara de Dirigentes Lojistas (ACI/CDL) de São Lourenço do Sul e o Sebrae-RS promoveram, no último dia 20, live no Instagram da entidade para divulgação de informações sobre linhas de crédito disponíveis no mercado e plano de ações para atendimento às empresas lourencianas, afetadas em decorrência do Covid-19.

Mediada pelo Presidente da ACI/CDL, Mahmoud Amer, a ação contou com participação de Fabrício Burkert, Analista de Articulação Territorial do Sebrae-RS, Cândida Bussato, Analista de Relacionamento do Sebrae-RS e representante da Caixa Econômica Federal.

Na oportunidade, fora apresentada pesquisa do Sebrae-RS sobre a situação das micro e pequenas empresas de todo o país. O diagnóstico efetuado no mês de abril identificou que 73% dos empreendimentos foram atingidos negativamente e 80% declararam queda no faturamento em virtude da situação econômica brasileira e medidas de enfrentamento ao novo coronavírus.

LINHAS DE CRÉDITO

A equipe do Sebrae-RS divulgou informações importantes a respeito de linhas de crédito, em especial ao FAMPE (Fundo de Aval para Micro e Pequenas Empresas), disponibilizada às micro e pequenas empresas através de parceria da instituição com a Caixa Econômica Federal.

FAMPE

Confira abaixo quem tem acesso e as condições ofertadas:

Microempreendedor Individual (MEI)

§ Valor máximo contratado por CNPJ: até R$ 12,5 mil

§ Carência: 9 meses

§ Amortização após carência: 24 meses

§ Taxa de juros: 1,59% ao mês

Microempresa (ME)

§ Valor máximo contratado por CNPJ: até R$ 75 mil

§ Carência: 12 meses

§ Amortização após carência: 30 meses

§ Taxa de juros: 1,39% ao mês

Empresa de Pequeno Porte (EPP)

§ Valor máximo contratado por CNPJ: até R$ 125 mil

§ Carência: 12 meses

§ Amortização após carência: 36 meses

§ Taxa de juros: 1,19% ao mês

Para inscrever-se, basta acessar o site do Sebrae (https://www.sebrae.com.br/), clicar no banner “Linha de Crédito Diferenciada” e fazer cadastro assistindo vídeo de capacitação sobre o financiamento. Após, a empresa deve solicitar o crédito no site da Caixa através do link http://www.caixa.gov.br/caixacomsuaempresa/. Finalizado o procedimento, a Caixa Federal entrará em contato com o empresário para análise e solicitação de demais documentações.

LINHA DE CRÉDITO PARA FOLHA DE PAGAMENTO

Anunciada pelo Governo Federal em março, encontra-se disponível nas instituições bancárias linha de crédito emergencial para financiar folhas de pagamentos de pequenas empresas pelo período de dois meses. Confira abaixo os requisitos:

Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP)

§ Disponível para: empresas com faturamento de 360 mil até 10 milhões

§ Carência: 6 meses

§ Amortização após carência: 36 meses

§ Taxa de juros: 3,75% ao ano

BRDE RECUPERA SUL

A linha tem a finalidade de prover capital de giro nas modalidades de microcrédito (de forma indireta) e crédito empresarial (de forma direta e indireta) para as empresas da região sul do país. Sua taxa de juros é de 6% ao ano. A solicitação deve ser feita diretamente pelo site (https://www.brde.com.br/noticia/brde-recupera-sul/).

PRONAMPE

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (PRONAMPE) é um programa destinado ao desenvolvimento e fortalecimento dos pequenos negócios neste período. Poderá ser solicitada em qualquer agência bancária que a opere. As exigências são:

Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP)

§ Disponível para: empresas com faturamento de 360 mil até 10 milhões

§ Prazo de pagamento: 36 meses

§ Taxa de juros: 4,75% ao ano

IMPORTANTE: O programa encontra-se em fase de regulamentação pelo Governo Federal e ainda não está disponível.

O analista Fabrício Burkert aponta que os empresários devem procurar as instituições que mantém relacionamento “É importante buscar os bancos que as empresas possuem contato para identificar as linhas operadas ativas e benefícios ofertados”. Em sua concepção, as informações combinadas com orientações

técnicas são importantíssimas para tomada de decisão “Após conhecer as linhas disponíveis, o empresário deve analisar e optar pela linha que melhor atenda suas necessidades”, finalizou.

ATENDIMENTO SEBRAE-RS

O Sebrae-RS está disponibilizando as empresas dos portes MEI, ME e EPP relevante Plano de Recuperação Empresarial, realizado em 2 etapas: Pacote Essencial e Pacote Complementar.

PACOTE ESSENCIAL: A 1ª etapa possui subsídio de 90% pelo Sebrae, oferecendo duas consultorias online. A primeira possui o tema Gerenciamento de Empresas na Crise (12hs) e a segunda pode ser optada por Fluxo de Caixa (12hs) ou Modelagem de Negócios (8hs). O programa disponibiliza ainda mentorias online com especialistas técnicos abordando os assuntos Gestão de Crise, Geração de Caixa, Alternativas de Crédito, Modelos de negócio e Presença Digital.

PACOTE COMPLEMENTAR: A 2ª etapa do Plano de Recuperação Empresarial conta com subsídio de 85% do Sebrae e possui como requisito a 1ª etapa, possibilitando a escolha de duas consultorias - Design para Mídias (10hs) ou Coaching Executivo (12hs).

A consultora Cândida salienta a necessidade das empresas capacitarem-se neste momento “A busca por conhecimento auxilia o empresário na tomada correta de decisões, indispensáveis na obtenção de financiamentos visando a durabilidade das empresas”, pontou.

Nos próximos dias, a equipe do Sebrae-RS efetivará contato com empresas associadas à entidade para realização da próxima fase da pesquisa de monitoramento.

Ao fim da transmissão, o Presidente Mahmoud Amer destacou a visão da entidade e a atuação no atual momento “Estamos trabalhando assiduamente para atender as demandas de nossos associados, de forma prática e significativa”. Segundo Amer, a parceria da associação com o Sebrae contempla a questão “A renovação e ampliação da parceria entre as partes irá beneficiar as empresas lourencianas”, concluiu.

Maiores informações sobre as linhas de crédito, consultorias e atendimentos estão à disposição na sede da secretaria da ACI/CDL e fones (53) 3251-3455 e 984362909.

ACI/CDL ON-LINE: www.acisls.com.br – O PORTAL DO EMPREENDEDOR

No Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, a Secretaria da Saúde (SES) traz a reflexão sobre o tema "menos carros nas ruas, menor poluição do ar" e orienta as pessoas, sempre que puderem, a deixarem seus carros em casa, mesmo depois da pandemia de Covid-19. Segundo o Boletim Informativo do Vigiar-RS, publicado pela Divisão de Vigilância Ambiental, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), foi constatada uma melhora na qualidade do ar de Porto Alegre, entre 16 de março e 14 de abril deste ano, período de distanciamento social implementado para o enfrentamento à transmissão do coronavírus.
A coordenadora do Laboratório de Poluição Atmosférica da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Claudia Ramos Rhoden fez uma pesquisa dos dados junto a cinco estações de monitoramento do ar existentes na Capital. O resultado foi publicado no Boletim Vigiar RS e mostrou uma redução geral de 22% (média das cinco estações). A análise da professora Claudia focou na concentração de material particulado 2,5, um tipo de poeira muito pequena que é capaz de chegar aos pulmões e circular no organismo das pessoas, podendo ocasionar vários problemas de saúde. Segundo a pesquisadora, os principais sintomas são as alterações respiratórias e cardiovasculares e já há estudos mostrando que a cognição também pode ser afetada. Conforme os resultados do estudo, a análise dos dados coletados no período de distanciamento social em Porto Alegre, confirmou que os veículos automotores são grandes poluentes e que é necessário buscar alternativas de mobilidade nas cidades.
O estudo - Distanciamento social implantado devido à Covid-19 reduz a poluição do ar em Porto Alegre está disponível em:

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972, durante a Conferência de Estocolmo, o Dia Mundial do Meio Ambiente tem o objetivo de promover uma reflexão sobre a necessidade de mudanças de atitudes da sociedade relativos ao tratamento dado ao meio ambiente. Neste ano, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente preparou diversas atividades que serão transmitidas pelas redes sociais, utilizando, de forma virtual, esse momento complexo e difícil que a pandemia impôs ao planeta.
Programa das Nações Unidas promove reflexões virtuais para estimular ações reais. Confira - https://www.unenvironment.org/pt-br/Explore-os-temas/ecossistemas

Veja a seguir algumas medidas de proteção ambiental
• Não queime resíduos;
• Evite o uso do fogo como prática agrícola;
• Não jogue pontas de cigarro para fora dos veículos;
• Ao dirigir veículos automotores, evite arrancadas e
paradas bruscas;
• Faça deslocamentos a pé, sempre que possível,
priorizando vias com menor tráfego de veículos
automotores;
• Dê preferência ao uso de transportes coletivos, bicicleta e
grupos de caronas.
• Utilize lenha seca (jamais molhada ou úmida) para queima
em lareiras, fogão a lenha e churrasqueiras.

Fonte: Secretaria de Saúde do RS

POR NEUSA JERUSALÉM 

 

Com o prolongamento da crise causada pela pandemia do coronavírus, o governo bateu o martelo e irá propor ao Congresso um valor adicional de R$ 600 por pessoa que já tem direito ao auxílio emergencial. Segundo fontes ouvidas pelo blog, a preferência do presidente Jair Bolsonaro é que o valor seja dividido em duas parcelas de R$ 300.

 

O auxílio emergencial foi criado em abril, com previsão original de ser pago em três parcelas de R$ 600, até junho. Os beneficiários são trabalhadores informais que ficaram sem renda na pandemia. Fonte: jornal contábil

O município de São Lourenço do Sul, através do setor de Vigilância Sanitária está monitorando os restaurantes com serviço de buffet para se adequar a portaria 319/2020 da Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul.
Nas últimas semanas mais de 10 estabelecimentos receberam visita dos fiscais sanitários com intuito de orientar para o cumprimento das determinações, visto que o serviço atende um grande número de pessoas e deve cumprir os requisitos sanitários, prevenindo assim possíveis focos de contágio do coronavírus. Até momento, não houve aplicação de multa, o trabalho está focado na orientação aos estabelecimentos, garantindo assim medidas de precaução e adequação de acordo com as exigências da portaria Estadual.

Estão proibidos os serviços de autoatendimento (self-service).
Poderá ser substituído o sistema de autoatendimento por outro sistema eficaz, com funcionários e colaboradores disponíveis para servir os alimentos aos clientes, fazendo uso, no mínimo, de luvas e máscara, devendo haver:

a) barreira física de proteção em vidro, acrílico ou outro material, liso, resistente, e de fácil higienização entre o balcão expositor de alimentos e o cliente; ou

b) garantir a distância de um metro, com marcação no piso, entre o balcão expositor e o cliente, sendo obrigatório o uso de máscara pelo cliente.

Fonte: DECOM

A portaria 376/2020 da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul alterou os protocolos de atendimento nos estabelecimentos comerciais. A partir de então, os clientes podem utilizar provadores seguindo uma série de medidas preventivas.

O governo do Rio Grande do Sul publicou, nesta semana, portaria que altera os requisitos necessários à abertura de estabelecimentos comerciais de rua no Estado. A principal mudança é a liberação do uso dos provadores de roupas. Em abril, o governo havia ordenado o fechamento dos espaço e proibia a prova de qualquer vestimenta, incluindo acessórios, bijuterias e calçados. Segundo a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, a medida foi atualizada para se adequar ao sistemas de distanciamento controlado em vigor no RS.O governo do Rio Grande do Sul publicou, nesta semana, portaria que altera os requisitos necessários à abertura de estabelecimentos comerciais de rua no Estado. A principal mudança é a liberação do uso dos provadores de roupas. Em abril, o governo havia ordenado o fechamento dos espaço e proibia a prova de qualquer vestimenta, incluindo acessórios, bijuterias e calçados. Segundo a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, a medida foi atualizada para se adequar ao sistemas de distanciamento controlado em vigor no RS.
Os comerciantes são orientados a observar, semanalmente, a bandeira estabelecida para região, conforme o Modelo de Distanciamento Controlado. Com isso, deverão limitar o número de clientes dentro do estabelecimento de acordo com as regras do modelo, informando o número máximo de pessoas permitido, para evitar aglomerações.

Principais pontos para o funcionamento dos provadores
Higienizar os provadores com álcool 70% ou outro desinfetante e, caso dotado de cortina, realizar a higienização com vapor e aguardar secagem para novo uso
Controlar o acesso aos provadores
Disponibilizar álcool gel 70% para higienização das mãos ao ingressar e sair dos provadores
Orientar os clientes a permanecer com a máscara durante a prova de roupas e acessórios
Proibir a prova de peças que entrem em contato com o rosto, como camisetas e blusas
Higienizar as roupas após a prova ou a devolução pelo cliente, com o uso de passadeira a vapor, dispositivo de higienização ultravioleta ou assegurar período mínimo de aeração de 48 horas a 72 horas
Orientar os clientes a higienizarem as mãos antes e depois da prova de calçados e, após, manter os objetos em local arejado, sem devolver imediatamente à caixa

 

 

A Secretaria da Saúde recebeu nesta quarta-feira (3) a última remessa de doses de vacina contra a gripe, sendo 444 mil unidades que serão aplicadas até o fim da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (H1N1, H3N2 e Influenza B) deste ano.

Desde o início da Campanha, foram recebidas cerca de 5,1 milhões de doses da vacina para o atendimento de todos os públicos, uma população estimada de cinco milhões no Rio Grande do Sul.

A estimativa é que os novos frascos do imunobiológico estejam disponíveis para a população a partir da próxima semana (8 de junho). Na etapa atual, todas as pessoas que se encontram nos grupos de risco e ainda não se vacinaram podem procurar as casas de vacina ou postos de saúde para receber a dose, levando em consideração que cada município possui autonomia para definir a melhor estratégia para a sua população local.

“Os usuários podem entrar em contato com as secretarias municipais de saúde ou para as unidades de saúde para verificar os locais de vacinação e horários de funcionamento”, diz a enfermeira do Núcleo Estadual de Imunizações, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Eliese Denardi Cesar.

Os Estados e municípios estão recebendo as doses da vacina da gripe de forma escalonada, a cada semana, conforme são produzidas pelo Instituto Butantan, explica a farmacêutica Tatiana Castilhos da Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi).

Nos Estados que a cobertura vacinal não atingiu 90% da meta, o Ministério da Saúde recomenda que se continue vacinando até dia 30 de junho. O Rio Grande do Sul, até o momento, aplicou a vacina em 83% de todos os públicos-alvo, com os melhores índices entre os idosos (114%), trabalhadores da saúde (109%) e indígenas (99,18%), e os piores desempenhos entre as crianças (47%) e gestantes (44%).

A enfermeira Eliese ressalta ainda que as pessoas com doenças crônicas também estão entre os grupos mais vulneráveis a complicações decorrentes da gripe. A vacina diminui as internações pela doença, e, portanto, evita sobrecarga de atendimentos em tempos de epidemia da Covid-19. Além disso, pais e cuidadores podem aproveitar a oportunidade para colocar em dia a caderneta de vacinação das crianças.

Confira aqui o relatório da aplicação de doses, conforme os municípios atualizam o número de pessoas vacinadas.

Públicos-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe este ano:
- pessoas de 60 anos ou mais
- trabalhadores da saúde
- profissionais das forças de segurança e salvamento
- pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
- adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
- população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
- caminhoneiros
- motoristas e cobradores de transporte coletivo
- portuários
- povos indígenas
- crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade
- pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias
- adultos de 55 a 59 anos de idade
- professores das escolas públicas e privadas

Página 1 de 976

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click