Quinta, 27 Junho 2019 06:52

David Baini - Edição dia 27-06-19

Por

Mais da metade da produção de fumo já foi comercializada, injetando cerca de R$ 100 milhões na economia lourencianaMais da metade da produção de fumo já foi comercializada, injetando cerca de R$ 100 milhões na economia lourenciana* SEGUNDO informações obtidas junto ao Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares VALNEI BROSE “mais de 50% da produção de fumo de São Lourenço do Sul já foi comercializada com as fumageiras. No total, aqui se planta 9 mil hectares de tabaco, havendo uma previsão de 18.900 toneladas a serem colhidas nessa safra. O valor médio de comercialização é de R$ 10,00 por quilo. Até agora, segundo nossas estimativas, já foi comercializada mais da metade da produção de tabaco lourenciana, injetando cerca de R$ 100 milhões na economia de nosso município”.

 

Curtas & importantesCurtas & importantes

* NO COQUETEL do Centenário do Grêmio E. L. encontrei o Prefeito RUDINEI HARTER quando questionei-lhe “quem fiscaliza a lei municipal que proíbe foguetes e fogos de artifício na comunidade lourenciana?” Ele foi seco e direto: “não se fiscaliza porque a mesma não prevê sanção ou penalidade. Além disso, ela é inconstitucional.” * Parece que os entulhos que lotaram a cidade e a praia vão desaparecer. A Secretaria de Obras, agora, já está com os caminhões que estavam estragados, operando. Parte da cidade já está limpa. Nesta semana começaram a limpar a praia. Muito bom!* GOSTEI DE VER o Prefeito RUDINEI HARTER e o Deputado JOSÉ NUNES, adversários políticos, sentados na mesma mesa. Na hora do interesse da comunidade, se unem e trabalham juntos. Falo do fechamento da agência da Receita Federal em São Lourenço do Sul, anunciada para o próximo dia 30. Nossa comunidade não pode aceitar de braços cruzados este absurdo. Onde estão os Deputados Estaduais e Federais eleitos com os votos dos lourencianos? Ninguém vai chamá-los? É URGENTE!* A CULTURA do tabaco é de extrema importância para São Lourenço do Sul. Nesta coluna podemos ver que a comercialização desta cultura já “injetou” quase R$ 100 milhões, aquecendo a economia lourenciana. Não fosse ela, estaria ainda pior...* LI RECENTEMENTE no jornal O LOURENCIANO que o Consepro andou debatendo a reativação do prédio da DP local, incendiado em dezembro de 2017. Parece que já existe estimativa de custo para recuperação da antiga Delegacia. Deixá-la assim como está, vai apodrecer logo, logo. Aliás, já está apodrecendo.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click