Segunda, 29 Abril 2019 13:59

David Baini - 25-04-19

Por

Justiça: Júris do mês de maio serão transferidos
* Da sempre atenciosa Escrivã Judicial da 1ª Vara, Dra. Ana Carolina Mansur, este jornalista recebeu o seguinte e-mail: “Com relação, aos júris do mês de maio (dias 03 e 24) anteriormente anunciados serão transferidos. Ainda não temos novas datas, faltando a Juiza de Direito designar. Acredito que nesta semana, nos próximos dias, já ocorram as redesignações.”


Pegador de cavalos retomou suas funções em SLS
* UMA EXCELENTE notícia para nosso município: Serviço aguardado com grande expectativa pela comunidade lourenciana foi retomado pelo poder público municipal, o serviço de pegador de cavalos. Darlan Weber, já trabalha há três semanas nessa atividade em São Lourenço do Sul. Recolheu até a presente data 30 cavalos em vias urbanas no município. O contato do novo pegador de cavalos é o (53) 99163.2521. Segundo informações obtidas junto ao novo pegador de cavalos, os serviços veterinários ficam a cargo do pegador, se necessário. Não podemos esquecer os cavalos soltos pelas estradas rurais, em grande número, provocando várias reclamações dos agricultores e pecuaristas. Fica a pergunta: de quem é responsabilidade de recolher esses animais que circulam no meio rural também colocando em risco os motoristas?


Por que não reiniciaram ainda as obras no Centro de Convenções ?
Muita gente na cidade está perguntando “porque não reiniciaram ainda as obras no Centro de Convenções?”. Essa novela já está indo longe. Já estamos há mais de dois anos com as obras paradas. No dia 8 de janeiro deste ano a atual administração promoveu a licitação tendo sido anunciado o nome da empresa vencedora para assumir as obras. Até agora, NADA. Tenho procurado informações do que está ocorrendo e a única explicação que recebi foi de que a referida empresa está “meio atrapalhada”. Coitada da São Lourenço do Sul!


Prevenindo possíveis enchentes
* RECEBI a visita do Coordenador da Defesa Civil VALDOIR RIBEIRO quando falou sobre a necessidade de prevenir-se enchentes em nosso município, visando evitar a repetição da tragédia de 10 de março de 2011. Em sua opinião três medidas poderiam ser adotadas, visando a prevenção. A primeira delas, a implantação do canal extravasor, desviando as águas do arroio São Lourenço para a Lagoa. Nessa teoria não acredita. A segunda, o desassoreamento pela draga que já está sendo realizado. O terceiro método, na sua opinião o melhor deles, seria a implantação de bacias de contenção. Porém, pelo seu elevado custo, torna-se mais difícil de ser implantado. Na verdade, algo tem que ser feito URGENTEMENTE. Não podemos esperar uma nova catástrofe. Dizem que a gente só lembra do guarda-chuva quando chove. Esta coluna continua alertando sobre essa imperiosa necessidade de prevenirmos novas enchentes e catástrofes. Quem viu pela TV o desastre no Rio de Janeiro provocado pelas enchentes, certamente se lembrou da necessidade de descruzarmos os braços. Depois, não adianta reclamar nem chorar.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click