Quinta, 21 Março 2019 13:50

DAVID BAINI - Edição dia 23-03-19

Por

Aspectos positivos e negativos do 22º Moto Lagoa?
ENTREVISTEI o coodenador do 22º Moto Lagoa, ALBINO SPECHT, o qual assim se manifestou sobre os aspectos: Positivos: Foi um dos maiores públicos e fluxo do motos. Nenhum incidente grave dentro do evento. Enorme sucesso dos shows programados. Clima maravilhoso e a grande sacada dos passeios panorâmicos de helicóptero. Negativos: Muita zoeira de aceleraçao de alguns motociclistas. (este jornalista assina em baixo. Alguns poucos motociclistas ainda inssistem em fazer zoeira irritando os presentes. Com certeza querem aparecer). Pouco espaço para estacionamento de motos. Insuficiência de banheiros e falta de camisetas do evento. Foram vendidas mais de mil até às 10 h de sábado. A organizaçao considera este evento como um marco de sucesso na historia do Moto Lagoa.


Várias reclamações contra o DAER
* VÁRIOS motociclistas de Santa Maria, São Sepé e de outros municípios daquela região, vieram prestigiar o 22º Moto Lagoa. Alguns deles preferiram vir pela RS 265 que passa por Canguçu, a chamada “Estrada Pomerana”. Falei com alguns deles, os quais manifestaram-se profundamente indignados com os buracos naquela rodovia. Principalmente mais perto de Canguçu. Muitos pneus furados e riscos ao trafegar à noite. Conversei com um grupo que veio por esta estrada achando que seria mais perto e econômico. Arrependeram-se total. Duas motos furaram os pneus e o grupo acabou chegando na cidade 3h da madrugada de sábado. JURARAM que nunca mais viajam por aquela estrada. Na volta, viajaram por Pelotas. Fica a pergunta: se o DAER sabia que haveria um grande encontro de motos em São Lourenço do Sul, porque não providenciou antecipadamente o fechamento dos buracos? Sugeriram o fechamento do DAER, alegando que não vai fazer falta. Fica o registro.


Novas regras na comprovação da atividade rural
* DESDE a última quarta-feira, os trabalhadores rurais interessados em se aposentar não precisarão mais recorrer aos sindicatos para obter a declaração de atividade rural, documento necessário para dar entrada no pedido. Eles agora poderão se dirigir diretamente às agências do INSS, onde preencherão uma auto-declaração de exercício de atividade, não sendo necessário que a mesma seja ratificada por entidades públicas credenciadas pelo Pronater, e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agraria, ou por outros órgãos públicos. A simplificação das regras de comprovação da atividade rural entrou em vigor em 18 de janeiro deste ano. A intenção do governo é melhorar a gestão do INSS, combater fraudes e irregularidades, e reduzir os gastos com pagamento de benefícios indevidos.

 

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click