Quinta, 24 Janeiro 2019 06:20

David Baini - Edição dia 24-01-19

Por

 

Dnit pretende liberar 25 km na BR 116 duplicada
* O DNIT pretende liberar, até março, 6 km do lote 7 já duplicados entre Cristal e São Lourenço e outros 19 km do lote 9 entre Turuçu e Pelotas. O Superintendente do DNIT no Rio Grande do Sul, engenheiro Allan Magalhães Machado informa que a diretriz do Dnit “é concluir esses trechos que estão na fase final, começando a liberar ao tráfego e dando respostas à sociedade”. Em obras desde o final de 2012, a BR-116/RS tem 60% dos serviços executados e um investimento de R$ 800 milhões. As obras de duplicação da BR-116/RS têm o orçamento de R$ 130 milhões para 2019, sendo R$ 55 milhões de emenda impositiva da bancada gaúcha e o restante de lei orçamentária. O empreendimento está orçado em R$ 1,6 bilhões.


Pouca gente fala porque seu carro ainda não foi guinchado
* DURANTE vários anos a empresa Soares foi credenciada pelo Detran para guinchar veículos. Seus proprietários desistiram da tarefa, alegando baixa remuneração. Faz poucos meses. Por enquanto, quem está transportando veículos irregulares são guinchos de Pelotas (quando existem). Fiquei sabendo que um guincho em São Lourenço do Sul custava ao proprietário do veículo pouco mais de R$ 250,00. Agora, com os guinchos de Pelotas o valor pulou para R$ 1.200,00. ESPERE ter seu veículo guinchado para ver se seu cabelo não vai arrepiar. Aliás, quem é mesmo que está preocupado com esse problema? Não vi nenhum pronunciamento ou proposição na Câmara Municipal. Também não vi qualquer manifestação na mídia local. Uma lástima. Vamos acordar?


Acho que pouca gente sabe...
* PELO MENOS este jornalista não sabia. Já está funcionando, há algum tempo, a fábrica de Chopp Pomerano Wolgast Bier. Localizada na RS 265 km 176, perto da cidade, a indústria pertence a DENIS PEGLOW, SIDNEY HALL e JOSE RICKES ZUCA. O produto lourenciano poderá ser degustado neste sábado, no baile do Chopp no Grêmio E. L. UMA EXCELENTE NOTÍCIA!


Saiba o que mudou na posse de armas de fogo no Brasil
* O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou no último dia 15, um decreto para regulamentar a posse de arma de fogo no Brasil. Exigências como ter mais de 25 anos, ocupação lícita, residência fixa, ficha limpa, não responder a processo criminal ou possuir ligações com grupos criminosos permanecem inalteradas.O que muda? O decreto editado procura dar maior segurança jurídica ao processo, garantindo o direito de que pessoas possam ter uma arma de fogo em casa. Com a medida, a principal mudança é retirar o poder discricionário da Polícia Federal em decidir quem pode e não pode ter acesso ao armamento. Pelas regras anteriores, não era claro quem possuía o direito. Agora, podem requerer: integrantes da administração penitenciária e do sistema socioeducativo, envolvidos em atividades de polícia administrativa, residentes de áreas rurais, residentes de áreas urbanas com elevado índice de homicídios, titulares ou responsáveis legais de estabelecimentos comerciais e industriais, colecionadores, atiradores e caçadores registrados no comando do Exército. Militares, ativos e inativos, e integrantes de carreira da Agência Brasileira de Inteligência também podem ter direito à posse. Outras medidas - O prazo de renovação do registro de posse também passará de cinco para 10 anos.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click