Quarta, 19 Dezembro 2018 15:52

David M. Baini - Edição 20-12-18

Por

Carta Aberta ao Papai Noel
COMO ESTA COLUNA FAZ HÁ MAIS DE 20 ANOS, nesta edição, véspera de Natal, publica seus pedidos ao bom velhinho de barba branca. Aqui já se pediu de tudo. Alguns pedidos conseguimos obter. Como o asfaltamento da ERS 265 ligando São Lourenço a Canguçu, o qual levou mais de 20 anos. Porem, hoje, esta ai, todos nós desfrutando.
MEU PRIMEIRO PEDIDO neste ano vai ser curto e grosso: Precisamos agilizar a duplicação da BR116 no mais curto espaço de tempo. Afinal, não podemos mais perder preciosas vidas com acidentes naquela rodovia. Se a Lava-Jato tivesse roubado apenas 1% a menos do que roubou e este valor tivesse sido aplicado na duplicação da Br 116 COM CERTEZA já estariamos com esta importante obra concluída.
O SEGUNDO PEDIDO é para que Deus, la do Céu, olhe para nosso Centro de Convenções e arrume um jeito (e dinheiro também) para concluirmos este prédio, tão importante para nosso turismo. Ficar assim como está não poderá ficar. Há mais de um ano as obras estão paradas, apodrecendo o prédio. É dinheiro público que está sendo jogado fora.
TERCEIRO E ÚLTIMO PEDIDO, para não ser muito cansativo. Peço encarecidamente que o Distrito Industrial ACORDE e saia do papel. O investimento na área já foi realizado. Nossa gente necessita de indústrias e empregos, com a maior urgência. Basta dos filhos de São Lourenço do Sul terem que sair da terra para tentar achar um emprego lá fora.


IPVA - Dívida envolve 727 veículos em inadimplência em São Lourenço do Sul
* O número de condutores que não realizaram o pagamento da taxa em 2018 chega a mais de 30 mil veículos na Zona Sul, segundo reportagem publicada no último domingo no Jornal Diário Popular. Em São Lourenço do Sul esse número chega a 727 veículos inadimplentes. Segundo levantamento atualizado, até o dia 05 de dezembro pela secretaria da Fazenda do RS, R$ 10,4 milhões estão faltando aos cofres público - metade desse valor é destinado às prefeituras. Em São Lourenço do Sul o valor em atraso chega a R$ 196.184,01.


É brincanagem! Câmara aprovou projeto que eleva multa APENAS para quem desiste de imóvel  
* O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na primeira quinzena de dezembro as emendas do Senado ao Projeto de Lei 1220/15, do deputado Celso Russomanno (PRB-SP), que disciplina os valores a receber pelo mutuário na desistência da compra de imóvel. Quando o empreendimento tiver seu patrimônio separado do da construtora, em um mecanismo chamado de patrimônio de afetação, o comprador que desistir do imóvel terá direito a receber 50% dos valores pagos, após dedução antecipada da corretagem. Se o empreendimento não estiver com seu patrimônio assegurado dessa forma, a multa que ficará com a incorporadora será de 25% dos valores pagos se o comprador desistir do imóvel.  O projeto estabelece prazo de 180 dias de atraso sem multa para construtoras entregarem o imóvel ao comprador.


Muito cuidado: pedestres caminhando no meio da rua
* ESTE JORNALISTA tem recebido muitas reclamações contra o elevado número de pedestres caminhando pelo meio da Av. Santos Abreu, à noite, na maior escuridão, colocando em risco sua própria vida, podendo provocar graves acidentes naquela via. É verdade que alguns trechos não possuem calçada adequada. Porém, em vários outros, NÃO SE SABE POR QUE, as pessoas caminham à noite pelo meio da rua, podendo facilmente ser atropeladas. Também na Av. Júlio de Castilhos, a partir da rua Candoca Ferreira, até o final do Bairro Lomba, à noite se vê dezenas de pessoas caminhando pelo meio da via pública. O maior perigo é de que o motorista esteja trafegando receba a luz de um carro contrário nos olhos, não enxergue os pedestres no meio da rua e provoque um lamentável atropelamento. Fica o registro e o alerta.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click