David Baini 08-02-18

Quarta, 07 Fevereiro 2018 12:49 Por

 

Curtas e importantes
* A SECRETARIA DE TURISMO anunciou que, novamente, neste carnaval não haverá camarotes para aluguel na passarela do samba. A justificativa é de que, como os camarotes são alugados, representaria um investimento grande. Uma lástima. Mais uma coisa que deixará de ter em São Lourenço do Sul. EM JAGUARÃO, há vários anos os camarotes permanecem na praça central proporcionando conforto a quem pode no carnaval. Neste ano, lá, serão 64 camarotes em frente ao Hotel Sinuelo.
* ALGUNS LEITORES estão reclamando que algumas faixas de segurança necessitam ser renovadas em algumas ruas da cidade pois estão ficando apagadas. POR OUTRO LADO a ciclovia na Barrinha acaba de ser repintada pela SMOU. Do jeito que estava, colocava em risco as vidas dos ciclistas.
* OS HOTÉIS, POUSADAS E CASAS DE ALUGUEL NA PRAIA estarão praticamente lotados neste carnaval fazendo crer que São Lourenço do Sul deverá ter novamente o seu turismo altamente movimentado no Reinado de Momo. Espera-se por isso um movimento inusitado nos restaurantes, bares, postos de combustíveis e comercio geral.
* TAMBÉM no Camping Municipal a expectativa é de lotação completa, a exemplo de anos anteriores.
* TUDO ISSO enche de orgulho a todos lourencianos. MAS, PORÉM, TODAVIA, CONTUDO, é oportuno lembrar que nosso turismo de verão ja está maduro, num patamar elogiável. Ele praticamente caminha sozinho. Pode faltar uma coisa aqui ou ali, como é o caso da falta de fiscalização dos ônibus de excursão que estacionam, fora do terminal Turístico. MAS, o que os empresários lourencianos reividicam é um TURISMO DE INVERNO FORTE, e não estagnado como se encontra há vários anos.
* NA POSSE da nova diretoria da Associação de Amigos da Praia, ocorrida recentemente, uma faixa colocada na parede do restaurante Casa Nostra chamava a atenção pedindo um turismo de inverno forte. ACORDA SÃO LOURENÇO.
* TENHO O MAIOR APREÇO pelos ciclistas. Como tenho recebido reclamações, sou forçado a fazer o registro de que alguns poucos amantes do pedal que vão treinar na Av. Nonô Centeno não utilizam a ciclovia, mas sim o próprio asfalto da avenida, colocando em risco sua própria vida e também a dos motoristas. Fica o registro das preocupações.
* SEGUNDO o pegador de cavalos da Prefeitura JONATAN, em dezembro foram recolhidos 12 cavalos e em janeiro 18 equinos que estavam soltos pelas praias e cidade, colocando em risco a integridade dos motoristas.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.