Quarta, 30 Agosto 2017 11:44

COMUNICAÇÃO -DAVID BAINI 31-08-17

Por


Merece o reconhecimento e registro
* MUITOS LOURENCIANOS saem da terra natal e vencem, ocupando cargos de destaque. Teria aqui vários nomes para citar. Vários mesmo. Ficarei restrito ao nome do Executivo LUIS Haroldo Iepsen, nascido na localidade de Coqueiro e hoje ocupando o importante cargo de Superintendente da Oi para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. O Dr. LUIS HAROLDO é um lourenciano que nunca esqueceu sua terra natal nem seus conterrâneos. Sempre que pode, está trabalhando por São Lourenço do Sul. Afirmo o que estou dizendo com conhecimento de causa, deixando meu aplauso de público. PARABÉNS!


É necessário agilizar a duplicação da BR 116 para evitar novas mortes
* NA ÚLTIMA semana, ocorreu mais um grave acidente na BR 116, próximo ao Coqueiro, quando morreu um motorista e ficaram feridos outros três. Já escreveu em todos os jornais da região, sobre a necessidade da duplicação da BR 116 com urgência. Para se ter uma ideia, circulam por mês, no trecho Porto Alegre - Pelotas, 385 mil veículos. Problemas econômicos tem postergado a construção da rodovia. Segundo especialistas no assunto, 80% de tudo que circula pela nossa economia da região sul, chega de caminhão. Daí a importante necessidade de agilizar a obra. A conclusão passa mais por finalizar o que foi iniciado. Lideranças políticas tem se unido em torno do objetivo comum que é concluir logo essa importante rodovia. Uma boa notícia, recente, é de que a duplicação de mais 19km deverá ser entregue para a região ainda esse ano, no sentido pedágio da Ecosul no Retirno - São Lourenço do Sul. DEVAGARZINHO, vão sendo concluídos trechos da duplicação da rodovia. PODE SER que um dia consigamos concluir toda ela. AMÉM.


E o nosso Centro de Eventos?
* A prefeitura de Porto Alegre definiu o local onde deverá ser construído o Centro de Eventos da capital: terreno com 37 mil m2 ao lado do Beira Rio. Atualmente, parte da área cedida ao Inter que usa como estacionamento na Avenida Padre Cacique. O detalhamento do projeto será enviado ao Ministério do Turismo. A documentação foi enviada a Caixa Federal. São previstos 60 milhões de reais destinados pela União ao projeto via PAC Turismo. O executivo municipal de Porto Alegre está buscando não perder o recurso conquistado em 2013. Capital prorrogou por três vezes o prazo da indicação do terreno.
ENQUANTO ISSO, em São Lourenço do Sul, as obras do Centro de Eventos paralisaram completamente. Uma grande lástima. Há quatro décadas que se escuta falar em turismo em São Lourenço do Sul. O que tem acontecido até aqui é quase que sozinho, graças à iniciativa privada. Nossa cidade NUNCA será turística enquanto não tiver seu Centro de Eventos. Fala-se muito em turismo em São Lourenço do Sul. De concreto, muito pouco se faz. Não vai crítica a ninguém. Sei da boa vontade de todos, porém, apenas boa vontade adianta muito pouco. DESANIMA ficar debatendo turismo em São Lourenço do Sul enquanto de concreto muito pouco se faz. Não me refiro ao turismo de verão, que existe por si só. Falo do turismo da baixa estação, de abril a novembro, enquanto hotéis e restaurantes amargam no vermelho ao final de cada mês. CENTRO DE EVENTOS, ao menos para mim, é a solução para São Lourenço~do Sul. Fora disso, muito pouco da para se esperar.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click