Redação

#juntosContraOCorona | Boletim Informativo 02.04.2021

São Lourenço do Sul registra 2 novos casos de COVID-19.

Os 2 novos casos estão com o vírus ativo:
Homem de 32 anos do Centro
Homem de 74 anos da Santa Terezinha (Fiorame)

O óbito, infelizmente, de um paciente de 69 anos do 3º Distrito (Formosa), está sob análise do Estado.

Dois pacientes positivados para Covid-19 e um suspeito estão internados na Santa Casa de São Lourenço do Sul.

Resumo:
Casos Confirmados: 2.117
Recuperados: 1.993
Casos com vírus ativo: 76
Óbitos: 46
Casos em Isolamento Domiciliar acompanhado pela SMS: 123
Suspeitos aguardando resultado de testagem: 44
Testes laboratoriais e rápidos realizados: 7.451

Pacientes com vírus ativo:
1. Homem de 68 anos da Lomba
2. Homem de 63 anos do 3º Distrito (Pinheiros)
3. Homem de 87 anos do 1º Distrito (Boqueirão)
4. Mulher de 53 anos do 6º Distrito (Feliz)
5. Mulher de 23 anos do Balneário
6. Mulher de 32 anos da Avenida
7. Homem de 74 anos da Santa Terezinha (Fiorame)
8. Homem de 63 anos do Balneário
9. Mulher de 58 anos do Balneário
10. Homem de 41 anos do Navegantes
11. Menino de 6 anos do Navegantes
12. Homem de 40 anos do 2º Distrito (Campos Quevedos)
13. Mulher de 33 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
14. Homem de 36 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
15. Menino de 12 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
16. Moço de 16 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
17. Mulher de 74 anos da Sete de Setembro
18. Homem de 58 anos da Sete de Setembro
19. Mulher de 28 anos da Nova Esperança
20. Mulher de 25 anos do 2º Distrito (Santa Augusta)
21. Homem de 20 anos do Balneário
22. Homem de 24 anos do Balneário
23. Homem de 23 anos da Santa Terezinha
24. Mulher de 47 anos da Santa Terezinha
25. Homem de 31 anos do 4º Distrito (Caipira)
26. Homem de 24 anos da Avenida
27. Menino de 14 anos do Centro
28. Mulher de 34 anos do 4º Distrito (Bom Jesus)
29. Mulher de 33 anos do Navegantes
30. Homem de 77 anos da Sete de Setembro
31. Mulher de 27 anos da Sete de Setembro
32. Homem de 35 anos do 6º Distrito (Boa Vista)
33. Homem de 22 anos do Centro
34. Mulher de 59 anos da Avenida
35. Homem de 31 anos da Arthur Kraft
36. Mulher de 59 anos da Barrinha
37. Homem de 32 anos da Medianeira
38. Mulher de 47 anos da Medianeira
39. Mulher de 42 anos da Santa Terezinha
40. Homem de 22 anos da Nova Esperança
41. Mulher de 21 anos da Medianeira
42. Homem de 77 anos da Barrinha
43. Homem de 18 anos do Centro
44. Homem de 26 anos da Nova Esperança
45. Homem de 31 anos do 2º Distrito (Santa Augusta)
46. Mulher de 35 anos do Navegantes
47. Homem de 60 anos da Santa Terezinha
48. Mulher de 54 anos da Santa Terezinha
49. Mulher de 21 anos do Navegantes
50. Homem de 20 anos da Medianeira
51. Homem de 35 anos do Centro
52. Mulher de 55 anos da Lomba
53. Mulher de 22 anos da Medianeira
54. Menino de 4 anos da Santa Terezinha
55. Homem de 23 anos da Barrinha
56. Homem de 25 anos da Nova Esperança
57. Mulher de 38 anos da Barrinha
58. Mulher de 32 anos da Sete de Setembro
59. Mulher de 66 anos do 3º Distrito (Formosa)
60. Homem de 28 anos do Navegantes
61. Mulher de 45 anos da Barrinha
62. Mulher de 52 anos do 4º Distrito (Bom Jesus)
63. Mulher de 51 anos do Navegantes
64. Menino de 9 anos do Navegantes
65. Homem de 33 anos da Nova Esperança
66. Homem de 73 anos da Barrinha
67. Mulher de 84 anos do Navegantes
68. Homem de 70 anos do 6º Distrito (Reserva)
69. Mulher de 31 anos da Lomba
70. Mulher de 34 anos da Medianeira
71. Homem de 26 anos do Navegantes
72. Homem de 22 anos da Sete de Setembro
73. Menina de 3 anos do 4º Distrito (Bom Jesus I)
74. Homem de 30 anos da Santa Terezinha (Fiorame)
75. Homem de 32 anos do Centro
76. Homem de 74 anos da Santa Terezinha (Fiorame)

 

 

Pela sexta semana consecutiva, o mapa do modelo de Distanciamento Controlado traz o Rio Grande do Sul inteiro em risco altíssimo devido à pressão sobre a capacidade hospitalar. Isso significa que, nesta 48ª rodada, todas as 21 regiões Covid do Estado estão em bandeira preta.

Esse já é o mapa definitivo, sem possibilidade de envio de pedidos de reconsideração, devido à gravidade do cenário. Também segue suspensa a Regra 0-0, a partir da qual municípios sem registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias poderiam adotar protocolos de bandeira imediatamente inferior. A cogestão regional, por sua vez, está permitida.

A análise dos 11 indicadores do modelo de Distanciamento Controlado desta semana mostra que houve redução no número de confirmados com Covid-19 em leitos clínicos (-20%), assim como leve queda no número de internados pela doença em leitos de UTI (-4%).

Apesar da redução na velocidade de propagação e no número de internados, o sistema hospitalar segue sob pressão fortíssima, o que se traduz na elevada quantidade de mortes. O aumento no número de óbitos na semana foi bastante expressivo, com crescimento de 16% de uma semana para outra – de 1.824 para 2.124. É o maior registro em uma semana desde o começo da pandemia.

Considerando a expansão de 3% no total de leitos de UTI existentes e a redução de 3% no número de internados, houve elevação da razão de leitos de UTI livres para cada ocupado, voltando a apresentar valor positivo, mas ainda muito crítico, de apenas 0,02.

A ocupação próxima a 100% indica forte pressão sobre o sistema hospitalar, e isso significa que a operação segue acima da capacidade indicada em algumas regiões do Estado. Ou seja, quem precisar de atendimento ainda encontrará uma rede hospitalar lotada.

Pelas médias ponderadas finais de cada região, as 21 regiões Covid estariam em bandeira vermelha, que indica risco alto para o coronavírus. No entanto, devido ao acionamento da salvaguarda estadual, implementada na 43ª rodada, todas as regiões ficaram em bandeira preta. A ferramenta leva em consideração a razão de leitos livres de UTI sobre leitos ocupados por Covid em UTI. Quando a razão estiver menor ou igual a 0,35 a nível estadual, a salvaguarda é acionada, e se sobrepõe a todas as outras regras.

As regiões de Santa Rosa, Ijuí e Cruz Alta registraram a menor média ponderada final da rodada, de 1,98. A região de Cachoeira do Sul teve a mais alta média final, de 2,45, seguida por Capão da Canoa, cuja média ficou em 2,43.

O ajuste no modelo foi considerado necessário porque, quando a capacidade hospitalar está próxima do limite, alguns dados podem sofrer atrasos de preenchimento devido à sobrecarga das equipes e, além disso, os indicadores de “velocidade do avanço” e de “variação da capacidade de atendimento” se tornam prejudicados – uma vez que, mesmo havendo demanda por leitos, podem não ser preenchidos devido à lotação das áreas Covid dos hospitais. Esse aprimoramento visa melhor refletir e evitar o esgotamento de leitos.

Cogestão regional e feriado de Páscoa

A retomada da possibilidade de cogestão regional se deu no dia 22 de março. O sistema permite a adoção de protocolos distintos daqueles de bandeira preta, mas tão ou mais rígidos do que os da bandeira imediatamente anterior (neste caso, a bandeira vermelha).

O governo do Estado também havia prorrogado a suspensão de atividades não essenciais das 20h às 5h até 4 de abril aos fins de semana e feriados. Na quinta-feira (2/4), porém, o Estado anunciou que a medida seguirá vigente pelo menos até 9 de abril.

Aos finais de semana e feriados, segue a determinação da restrição de atividades presenciais durante todo o dia. As exceções são os serviços essenciais, como farmácias, supermercados e comércio de materiais de construção e demais exceções que já constam no atual decreto de suspensão geral de atividades (Decreto 55.789).

A exceção será este sábado (3/4), quando ficará permitida a abertura de atividades não essenciais, como comércio e restaurantes, com as mesmas restrições de horário dos dias úteis. A suspensão geral das atividades foi mantida na Sexta-feira Santa (2/4) e seguirá no domingo de Páscoa (4/4).

As atividades não essenciais poderão funcionar neste sábado (3) com os mesmos horários de dias úteis. Portanto, o comércio em geral, academias, salões de beleza e outros serviços só podem funcionar entre 5h e 20h.

Para restaurantes, bares e lancherias, o horário limite para atender clientes de forma presencial é 18h e o atendimento pode ser feito nas modalidades de take away (pegue e leve) e drive-thru entre as 5h e 20h em todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos e feriados. Após esse horário, somente tele-entrega.

Para os supermercados, o limite de funcionamento é 22h em qualquer dia da semana. Todos os serviços podem operar em modo delivery (tele-entrega). As atividades essenciais, como farmácias, clínicas médicas, postos de combustíveis, entre outros, não têm restrição de horário.

Parques temáticos, de aventura, jardins botânicos, zoológicos e museus, entre outros espaços de cultura e lazer, seguem proibidos de receber público externo na bandeira preta e na vermelha (limite para quem está em cogestão), em qualquer dia da semana. A permanência em praias, praças e parques urbanos também segue restrita, e esses locais estão liberados apenas para atividades físicas individuais.

• Clique aqui para ver a nota técnica que explica a nota de cada região.

Destaques da 48ª rodada

• número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 reduziu 5% entre as duas últimas semanas (de 2.796 para 2.650);
• número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) reduziu 4% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 2.735 para 2.628);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 20% entre as duas últimas quintas-feiras (de 4.706 para 3.743);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 4% entre as duas últimas quintas-feiras (de 2.585 para 2.489);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS voltou a ser positivo. No agregado do Estado, passou-se de déficit de 160 leitos para 45 leitos livres entre as duas últimas quintas-feiras;
• número de casos ativos reduziu 22% no período (de 90.676 para 70.361);
• número de registros de óbito por Covid-19 aumentou 16% entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.824 para 2.124).

 

Comparativo: situação entre 4/3/2021 e 1º/4/2021

• número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 reduziu 6% entre as duas últimas semanas (de 2.818 para 2.650);
• número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) aumentou 18% no Estado no período (de 2.220 para 2.628);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 11% no período (de 4.204 para 3.743);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 24% no período (de 2.015 para 2.489);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS voltou a ser positivo; no agregado do Estado, passou-se de déficit de 25 leitos para 45 leitos livres;
• número de óbitos por Covid-19 acumulados em sete dias aumentou 144% no período (de 872 para 2.124).

Clique aqui e acesse o levantamento completo da 48ª semana do Distanciamento Controlado.

Texto: Suzy Scarton
Edição: Marcelo Flach/Secom

São Lourenço do Sul recebeu na tarde desta sexta-feira (02) mais 2.550 doses da vacina contra a Covid-19, a maior remessa recebida pelo Município desde o início da vacinação. A maior parte deste quantitativo é destinada a segunda dose de idosos, assim que fechar o prazo entre primeira e segunda doses.

Parte destas novas doses é também destinada aos profissionais da segurança pública que deverão ir até a UBS Lomba na segunda-feira (05), às 9h para receber o imunizante. Há ainda uma quantidade destinada a vacinação das pessoas com 66 e 65 anos que serão vacinadas na segunda-feira das 14h às 16h no drive-thru, novamente na rua General Osório, lateral da Secretaria de Saúde.

As pessoas com 66 e 65 anos que são acamadas devem entrar em contato com a UBS de seu bairro para agendar a imunização em casa. Os moradores da zona rural podem agendar a vacinação com a UBS de sua localidade, sem obrigatoriedade de ir ao drive-thru. A sequência do calendário de primeira e segunda doses será informada posteriormente.

Fonte:Secretaria de Saúde
Autor: DECOM

O Rio Grande do Sul recebeu na manhã desta sexta-feira (2/4) a maior remessa de vacinas contra a Covid-19 até o momento. São 600.400 doses de CoronaVac, do Instituto Butantan, e 44.750 da AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, totalizando 645.150 enviadas pelo Ministério da Saúde. O carregamento veio em avião ATR-72, da companhia aérea Azul, que pousou às 6h20 no aeroporto Salgado Filho. O maior lote havia sido o primeiro, com 341,8 mil doses, em 18 de janeiro. Do terminal, seguiram em caminhão refrigerado para a Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), na zona leste de Porto Alegre. As doses começaram a ser separadas por Coordenadoria Regional de Saúde (CRS). Serão distribuídas até o fim desta manhã com destino às 18 CRS e a municípios próximos – Alvorada, Canoas, Esteio, Gravataí, Montenegro, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Taquara, Viamão e para a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre.

Por via aérea, serão entregues as doses da 4ª CRS (Santa Maria), 5ª (Caxias do Sul) e 10ª (Alegrete), transportadas em helicópteros da Brigada Militar e da Polícia Civil. As demais seguirão por via terrestre.

Ficarão reservadas na Ceadi 11.470 doses da AstraZeneca, referentes à segunda dose de quem se vacinou em janeiro com esse imunizante. Assim, o total a ser entregue nesta sexta-feira (2/4) é de 633.680 doses, entre CoronaVac e AstraZeneca.

Público-alvo das doses recebidas nesta sexta-feira:

CoronaVac
206.560 – Segunda dose para imunizados com vacinas recebidas em 9 de março;
193.000 – Segunda dose para imunizados com vacinas recebidas em 17 de março;
200.840 – Primeira dose para idosos de 66 e 65 anos ou mais;

AstraZeneca
370 – Primeira dose para moradores de comunidades quilombolas;
31.870 – Primeira dose para servidores das forças de segurança e salvamento;
1.040 – Idosos de 66 e 65 anos;
11.470 – Segunda dose para imunizados com vacinas recebidas em 24 de janeiro (serão distribuídas juntamente com a próxima remessa).

• Clique aqui e veja o total de doses por Coordenadoria Regional de Saúde (CRS).

• Clique aqui e veja o total de doses por município.

• Clique aqui e acesse site com o painel da vacinação no Estado.

Texto: Ascom SES
Edição: Secom

Depois da Assembleia promovida pela Famurs na manhã desta quarta-feira, onde foi aprovada uma Nota que critica a postura do governo estadual em não construir pautas importantes junto com os municípios, a maioria dos prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) manifestou apoio ao movimento que pede a suspensão da exclusão do plebiscito sobre o tema. Os prefeitos entendem que não é o momento para tratar de pautas tão importantes face à concentração de energias para mitigar os efeitos da pandemia.
Durante a reunião remota, o presidente da Azonasul, Vinicius Pegoraro (MDB), prefeito de Canguçu, manifestou posicionamento sobre o desconhecimento, por parte dos prefeitos, do projeto traçada para a venda da companhia. Ele disse que é preciso estar claro quais os objetivos traçados e quais as previsões orçamentárias de investimentos com o lucro da venda. Ele também revelou sua posição contrária à realização de um plebiscito face aos custos acarretados e inexpressivo interesse por parte da população. “Defendo, ainda, a tomada de decisões por parte dos representantes da população, democraticamente eleitos para tal. Por isso acredito na ineficácia de um processo de consulta quando o assunto tem o caráter administrativo, como se apresenta essa pauta da privatização”, sustentou.
O documento da Famurs enfatiza a recorrente falha entre a comunicação do Governo do Estado com os municípios e menciona que a CORSAN é empresa lucrativa que atende 317 cidades gaúchas. A Federação também expressa que são os municípios que detém o direito à água e ao esgoto. “Portanto, o destino da CORSAN não pode ser decidido sem participação dos municípios. Não abrimos mão do nosso direito de participar para decidir, coletivamente, junto com a Assembleia Legislativa, Governo do Estado e sociedade gaúcha, qual o melhor caminho para um bem fundamental como a água do povo gaúcho”, diz a Nota.
Por fim, o documento ainda menciona que a Companhia pode e deve melhorar e solicita ao Governo do Estado e à Assembleia Legislativa do RS a suspensão da tramitação da PEC que extingue o plebiscito. É preciso diálogo verdadeiro. É preciso transparência. É preciso clareza. Qual é o projet”? Por que a pressa?”, questiona o documento assinado pelo presidente Emanuel Hassen de Jesus.
LEVANTAMENTO – A equipe técnica da Azonasul apurou que entre os 22 municípios, apenas quatro não são atendidos pela Corsan. Os demais dependem da companhia para a prestação dos serviços de abastecimento de água e esgoto. Dos dezoito atendidos, 12 responderam ao levantamento sobre a privatização e dez foram contrários à venda. Dois, no entanto, ainda não têm opinião final formada.
Azonasul
Boletim semanal de vacinação 01.04.2021
O Município chega a 6.605 pessoas vacinadas, 1.149 delas já com a segunda dose, totalizando 7.754 doses aplicadas. Quase 15,5% da população de São Lourenço do Sul já recebeu a primeira dose da vacina.
Durante o feriadão de Páscoa, São Lourenço do Sul recebe mais 2.550 doses, a maior parte delas destinada a segunda aplicação em idosos e profissionais de saúde. Parte delas é também destinada aos profissionais da segurança pública que deverão ir até a UBS Lomba na segunda-feira (05), às 9h.
Também na segunda-feira, das 14h às 16h será realizado o drive-thru para a população de 66 e 65 anos, novamente na rua General Osório, lateral da Secretaria de Saúde. A sequência do calendário de primeira e segunda doses será informado posteriormente.
Fonte Decom

* O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) prevê que a safra de arroz 2020/2021, chegue ao final com um volume próximo ao do ciclo 2019/2020. A projeção foi feita na última quinta-feira (25), durante apresentação do resultado parcial da colheita, que está em andamento. Enquanto a área plantada aumentou 1,3% em comparação com a safra passada, totalizando 945 mil hectares, a produção deve diminuir 3,7%, para 7,56 milhões de toneladas. Neste momento, os dados ainda não são definitivos.  No momento, 43% da área das lavouras de arroz foi colhida. O rendimento médio por hectares está em 8.904 quilos, mas a tendência é que a média final seja menor porque ainda há muitas lavouras que não obtiveram esta produtividade a serem computadas. Na safra passada, a média ficou em 8.402 quilos por hectare.
SEGUNDO informações obtidas junto ao Eng. Agr. CLEO SOARES, Coordenador Regional da Planície Costeira Interna, em São Lourenço do Sul dos 8579 ha semeados nesta safra, 45% das lavouras de arroz  já foi colhida. A produtividade deverá ficar semelhante a safra anterior, próximo aos 8000Kg/ha.

Camaquã/RS, 01/04/2021 - Durante a tarde desta quinta-feira (01), na BR 116 em Camaquã, a Polícia Rodoviária Federal prendeu dois homens após enganarem e furtarem 21 mil reais de um idoso em Santiago.

Na quarta-feira (31), dois homens abordaram um idoso de 73 anos em frente a uma agência bancária no município de Santiago. Sob o pretexto de devolver um suposto documento perdido, confundiram a vítima e, sem ela perceber, ficaram com o cartão de crédito dela. De posse do cartão, os criminosos realizaram transações que totalizaram R$ 21 mil reais.

Após troca de informações entre Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar e Polícia Civil, foi identificado um Onix de Minas Gerais como o veículo utilizado pelos criminosos. Uma equipe da PRF que patrulhava o trecho da BR 116 em Camaquã localizou o veículo e deu ordem de parada ao condutor.

Os ocupantes do carro, de 42 e 39 anos, ambos paulistas, possuem extensa ficha criminal. O mais velho estava sendo procurado pela justiça por corrupção. Com eles foi localizada uma máquina para cartão de crédito e outras transações financeiras eletrônicas.

Presos, os dois homens foram conduzidos pela PRF ao plantão de polícia judiciária em Camaquã.

#juntosContraOCorona | Boletim Informativo 01.04.2021

São Lourenço do Sul registra 5 novos casos de COVID-19 e 11 pacientes recuperados.

Os cinco novos casos estão com o vírus ativo:
Mulher de 34 anos da Medianeira
Homem de 26 anos do Navegantes
Homem de 22 anos da Sete de Setembro
Menina de 3 anos do 4º Distrito (Bom Jesus I)
Homem de 30 anos da Fiorame (no mapa, contabiliza como Santa Terezinha)

11 pacientes estão recuperados e deixam a relação de casos com o vírus ativo:
Homem de 60 anos da Barrinha
Menina de 6 anos da Barrinha
Mulher de 28 anos da Barrinha
Mulher de 41 anos da Barrinha
Menino de 4 anos da Lomba
Menino de 11 anos da Lomba
Homem de 36 anos da Lomba
Menina de 9 anos da Lomba
Mulher de 51 anos da Nova Esperança
Mulher de 49 anos da Fiorame
Mulher de 31 anos do Balneário

Três pacientes positivados para Covid-19 e um suspeito estão internados na Santa Casa de São Lourenço do Sul.

Resumo:
Casos Confirmados: 2.115
Recuperados: 1.993
Casos com vírus ativo: 75
Óbitos: 46
Casos em Isolamento Domiciliar acompanhado pela SMS: 123
Suspeitos aguardando resultado de testagem: 44
Testes laboratoriais e rápidos realizados: 7.451

Pacientes com vírus ativo:
1. Homem de 68 anos da Lomba
2. Homem de 63 anos do 3º Distrito (Pinheiros)
3. Homem de 87 anos do 1º Distrito (Boqueirão)
4. Mulher de 53 anos do 6º Distrito (Feliz)
5. Mulher de 23 anos do Balneário
6. Mulher de 32 anos da Avenida
7. Homem de 74 anos da Santa Terezinha (Fiorame)
8. Homem de 63 anos do Balneário
9. Mulher de 58 anos do Balneário
10. Homem de 41 anos do Navegantes
11. Menino de 6 anos do Navegantes
12. Homem de 40 anos do 2º Distrito (Campos Quevedos)
13. Mulher de 33 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
14. Homem de 36 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
15. Menino de 12 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
16. Moço de 16 anos do 5º Distrito (Prado Novo - Carvoeira)
17. Mulher de 74 anos da Sete de Setembro
18. Homem de 58 anos da Sete de Setembro
19. Mulher de 28 anos da Nova Esperança
20. Mulher de 25 anos do 2º Distrito (Santa Augusta)
21. Homem de 20 anos do Balneário
22. Homem de 24 anos do Balneário
23. Homem de 23 anos da Santa Terezinha
24. Mulher de 47 anos da Santa Terezinha
25. Homem de 31 anos do 4º Distrito (Caipira)
26. Homem de 24 anos da Avenida
27. Menino de 14 anos do Centro
28. Mulher de 34 anos do 4º Distrito (Bom Jesus)
29. Mulher de 33 anos do Navegantes
30. Homem de 77 anos da Sete de Setembro
31. Mulher de 27 anos da Sete de Setembro
32. Homem de 35 anos do 6º Distrito (Boa Vista)
33. Homem de 69 anos do 3º Distrito (Formosa)
34. Homem de 22 anos do Centro
35. Mulher de 59 anos da Avenida
36. Homem de 31 anos da Arthur Kraft
37. Mulher de 59 anos da Barrinha
38. Homem de 32 anos da Medianeira
39. Mulher de 47 anos da Medianeira
40. Mulher de 42 anos da Santa Terezinha
41. Homem de 22 anos da Nova Esperança
42. Mulher de 21 anos da Medianeira
43. Homem de 77 anos da Barrinha
44. Homem de 18 anos do Centro
45. Homem de 26 anos da Nova Esperança
46. Homem de 31 anos do 2º Distrito (Santa Augusta)
47. Mulher de 35 anos do Navegantes
48. Homem de 60 anos da Santa Terezinha
49. Mulher de 54 anos da Santa Terezinha
50. Mulher de 21 anos do Navegantes
51. Homem de 20 anos da Medianeira
52. Homem de 35 anos do Centro
53. Mulher de 55 anos da Lomba
54. Mulher de 22 anos da Medianeira
55. Menino de 4 anos da Santa Terezinha
56. Homem de 23 anos da Barrinha
57. Homem de 25 anos da Nova Esperança
58. Mulher de 38 anos da Barrinha
59. Mulher de 32 anos da Sete de Setembro
60. Mulher de 66 anos do 3º Distrito (Formosa)
61. Homem de 28 anos do Navegantes
62. Mulher de 45 anos da Barrinha
63. Mulher de 52 anos do 4º Distrito (Bom Jesus)
64. Mulher de 51 anos do Navegantes
65. Menino de 9 anos do Navegantes
66. Homem de 33 anos da Nova Esperança
67. Homem de 73 anos da Barrinha
68. Mulher de 84 anos do Navegantes
69. Homem de 70 anos do 6º Distrito (Reserva)
70. Mulher de 31 anos da Lomba
71. Mulher de 34 anos da Medianeira
72. Homem de 26 anos do Navegantes
73. Homem de 22 anos da Sete de Setembro
74. Menina de 3 anos do 4º Distrito (Bom Jesus I)
75. Homem de 30 anos da Fiorame (no mapa, contabiliza como Santa Terezinha)

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou nesta quinta-feira flexibilizações para o feriado de Páscoa. As atividades não essenciais, que inluem o comércio e os restaurantes, estão liberadas para funcionar somente neste sábado, das 5h até as 20h. Nesta sexta e no domingo, no entanto, a suspensão foi mantida.

A iniciativa, tomada após uma reunião com o Gabinete de Crise, atende uma série de demandas de integrantes dos setores de turismo, gastronomia e comércio do Estado, que nos últimos dias se manifestaram e até se reuniram com integrantes da administração de Leite.

“Estamos liberando o comércio não essencial para trabalhar no próximo sábado, até as 20h, acolhendo um pedido dos setores econômicos ligados ao consumo da Páscoa. Será uma abertura pontual e cuidadosa, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária. A liberação será autorizada apenas para o sábado. Na sexta-feira e no domingo, portanto, segue a restrição porque, apesar da leve melhora de alguns indicadores nos últimos dias, ainda estamos em bandeira preta e o risco imposto pela Covid-19 à população gaúcha é elevadíssimo”, esclareceu o governador governador Eduardo Leite em um vídeo divulgado nas redes sociais.

Independentemente das regras locais, as atividades como comércio de produtos não essenciais só podem funcionar entre 5h e 20h nos dias úteis e excepcionalmente neste sábado (3/4). Para restaurantes e lancherias, o horário limite para atender clientes de forma presencial é 18h nos dias úteis (incluindo este sábado), não podendo abrir nos demais dias. O atendimento pode ser feito nas modalidades de take away (pegue e leve) e drive-thru entre as 5h e 20h em todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos e feriados.

Supermercados

Para os supermercados, o limite de funcionamento é 22h em qualquer dia da semana. Todos os serviços podem operar em modo delivery (tele-entrega). As atividades essenciais, como farmácias, clínicas médicas, postos de combustíveis, entre outros, não têm restrição de horário.

Parques temáticos, de aventura, jardins botânicos, zoológicos e museus, entre outros espaços de cultura e lazer, seguem proibidos de receber público externo na bandeira preta e na vermelha (limite para quem está em cogestão) em qualquer dia da semana. A permanência em praias, praças e parques urbanos também segue restrita e estão liberados apenas para atividades físicas individuais.

Restrições estendidas até 9 de abril

Segundo Leite, a restrição de horários das atividades econômicas, que começou no dia 20 de fevereiro e que terminaria no dia 4 de abril, foi estendida para o dia 9 de abril. A medida está mantida também nos dias úteis, entre 20h e 5h. O Gabinete de Crise do governo do Estado ainda irá realizar novos encontros para discutir as medidas de prevenção.

Redução na ocupação de leitos clínicos

A decisão de Leite está apoiada, segundo o governo do Estado, em uma trajetória recente de leve recuperação em relação ao contágio de Covid-19. O cenário epidemiológico que fundamentou a decisão do Gabinete de Crise mostra uma redução na ocupação de leitos clínicos, após atingir o pico de 6.229 pacientes confirmados e suspeitos Covid-19 em 12 de março.

No momento, há 4.391 internados. No entanto, a ocupação em leitos de UTI ainda está acima dos 100%. O total de pacientes confirmados e suspeitos em UTI apresenta estabilidade desde o dia 15 de março, quando atingiu o maior pico de taxa de ocupação 110,3% e 2.732 internados, e atualmente está em 2.620 pacientes em UTIs.

Apesar de ter cedido ao pedido dos integrantes de vários setores da economia, Leite salientou a necessidade da fiscalização durante o período. “Destacamos a necessidade de os municípios reforçarem seus planejamentos de fiscalização e efetivamente fiscalizarem as atividades. Somente com controle e pulso firme poderemos ter, gradativamente, liberações às atividades, sem que isso prejudique o controle de propagação do vírus”, acrescentou.

Correio do Povo

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click