Terça, 06 Novembro 2018 15:34

I AGROPANC apresenta formas de diversificação da alimentação e novas oportunidades para a produção agroecológica em São Lourenço do Sul

Por

I AGROPANC apresenta formas de diversificação da alimentação e novas oportunidades para a produção agroecológica em São Lourenço do Sul

Neste último feriadão (02-04/11), São Lourenço do Sul foi sede do I AGROPANC: Encontro de Formação de Agricultores e Consumidores para a Soberania Alimentar. O evento promovido pela FURG, Campus São Lourenço do Sul, e pelos coletivos locais que debatem agroecologia é um dos resultados do Projeto de Extensão coordenado pela Prof. Jaqueline Durigon. Além disso, demarca a comemoração dos 21 anos do Movimento Ambientalista Verde Novo, importante entidade de defesa da sociobiodiversidade na região de São Lourenço do Sul.

O I AGROPANC teve como objetivo a realização de oficinas e promoção de espaços formativos relativos à temática das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC). Entre as diversas atividades oferecidas estão: palestras, oficinas, saídas de campo, atividades culturais, confraternização com os agricultores e comunidade local, tendo como principal palestrante e mediador o Professor Valdely Kinupp, atualmente, o maior especialista do mundo na temática das PANC. Os debates giraram em torno das potencialidades das plantas locais como recurso alimentar, como fonte de renda para os agricultores, de diversificação nutricional para consumidores e novos caminhos para as pesquisas em agroecologia.

O evento reuniu cerca de 150 participantes entre os dias 2 e 3 de novembro, na Sede dos Funcionários do Banrisul, incluindo estudantes, técnicos e professores da FURG, UFPel, Movimento Ambientalista Verde Novo, famílias de agricultores, técnicos da EMATER, Centro de Apoio a Agricultura de Base Ecológica (CEAABe), estudantes da Escola Família – EFA de Canguçu, Grupo de Agroecologia da UFPel (GAE), representantes comunidade local e regional. No dia 4 de novembro, as atividades foram realizadas em uma propriedade rural, no interior do município, onde os (as) agricultores(as) puderam trocar experiências e conhecer novas possibilidades de alimentos que podem ser inseridos na produção agroecológica do município, a qual tem se constituído uma referência regional.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
X

Right Click

No right click