Sexta, 27 Novembro 2020 10:20

Presidente falou sobre as atividades desenvolvidas pelo Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de SLS

Por

ENTREVISTADO, o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de SLS VALNEI BROSE, falou sobre as atividades da entidade. Ele assim se manifestou: “sempre é um prazer podermos conversar e trazer algumas informações do Sindicato. Nesse momento, o que a gente vem fazendo é um planejamento para o próximo ano. Também estamos com várias pautas em andamento já nos preocupando com a estiagem que está no Estado. Na última semana já tivemos algumas reuniões virtuais, discutindo ações. A estiagem já está trazendo prejuízo. Já estamos vendo o fumo sendo afetado. Nessas últimas semanas a chuva não aconteceu. Então isso já prejudica. Já temos alguns indicadores de perdas. Mas, ainda num período de plantio e essas lavouras precisam ser encaminhadas. É um momento de alerta, de tomar cuidado. Principalmente os produtores que possuem áreas seguradas. A gente vem reforçando os alertas para que tenham toda documentação regularizada se, por ventura, precisar de seguro.
Outra questão que estamos trabalhando muito forte é no fornecimento de sementes. Tivemos nesse ano um aumento significativo (entre 25% e 30%) na procura de sementes de milho. Isso num município que já possui uma base de produção muito forte na área do milho é importante. Por enquanto as lavouras estão num desenvolvimento satisfatório. Esperamos que a chuva venha e prossiga, porque precisamos de muita silagem. Viemos de um ano com baixa qualidade de silagem e pequena produção de grãos. Isso vem afetando a reserva de alimentos, de grãos dentro das propriedades da região e de leite que também afeta muito.
A área leiteira é uma das que está sendo mais afetada neste momento. Estamos vendo um aumento no custo de produção por causa da ração. Isso vai limitando o faturamento nas propriedades. Por isso, também esse aumento na procura de sementes para que os produtores conseguissem fazer alimento dentro da propriedade para poder seguir essa atividade. Ainda estamos muito fortes na pauta das propostas de custeio e investimento. Ainda estamos acolhendo propostas. Tem muito produtor que ainda está procurando. Por enquanto existe recurso e estamos conseguindo financiar. Isso é muito importante porque as áreas que estão sendo financiadas são seguradas. Neste ano temos em torno de 900 propostas de custeio de lavouras de soja e milho. Também financiamos uma quantidade razoável de produtores da cultura do fumo.
Quero aproveitar e falar um pouco do nosso setor médico e odontológico. Em 2020 trocamos profissionais por necessidade de reformular o setor, com agenda mais ampla e com planejamento forte para atividades novas para 2021. Vamos colocar um centro de especialidades dentro do setor. Já estamos praticamente com o projeto pronto. Então vem novidades por aí, no setor médico, no departamento agrícola, para podermos atender cada vez melhor nosso associado. No mesmo momento em que a gente executa o que vem sendo planejado em anos anteriores, já fazemos planejamento para o ano seguinte para poder, cada ano que passa, ofertar mais serviços, ter mais qualidade e também atender cada vez melhor nosso associado.
A pauta da entidade sempre é a demanda do associado. Não temos uma pauta que venha de dentro da casa para fora e sim ela acolhe as demandas da agricultura que é o nosso associado e vai projetando as ações a serem desenvolvidas”.

O Jornal

Contato

Localização

Social

© 2018 Jornal O Lourenciano
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Política de Privacidade

X

Right Click

No right click